fbpx

O que você sabe sobre os multivitamínicos?

Entenda os mitos e verdades

É importante ficar atento para repassar informações corretas aos consumidores

Veja Mais

Os complexos multivitamínicos são excelentes opções para quem quer suprir a escassez de nutrientes nas dietas, como também para os que precisam reforçá-los após altos gastos calóricos. O mercado oferece ainda uma opção que associa as vitaminas e minerais com probiótico, que auxilia na manutenção do sistema imunológico saudável, aumentando o número de bactérias benéficas em nosso organismo, além de facilitar a absorção de nutrientes, o que garante mais energia e imunidade.

Porém, é importante ficar atento às informações sobre esses suplementos alimentares, afinal nem tudo que se fala é verdade. A nutróloga Patrícia Savoi explica quais os mitos e verdades sobre os multivitamínicos.

 
1. Crianças, gestantes e nutrizes não podem tomar multivitamínicos

MITO: Durante todo período gestacional e na amamentação, há um aumento pela demanda de nutrientes, seja para o crescimento do feto ou na produção do leite materno. Uma maneira de suprir essa necessidade é o uso de suplementos vitamínicos¹. Já no caso das crianças, a administração de vitaminas e minerais torna-se necessária quando ocorre a deficiência de uma ou várias vitaminas no organismo. Ou seja, crianças, gestantes e nutrizes podem ingerir multivitamínicos, mas sempre sob orientação médica.

 
2. Posso substituir minha alimentação por um multivitamínicos

MITO: A resposta definitivamente é não. O multivitamínico, como a própria classe já diz, é um suplemento alimentar e não um substituto de refeições. Ao consumir o alimento, você ingere macronutrientes como carboidratos, proteínas e lipídeos e micronutrientes como vitaminas e minerais. O suplemento é indicado para preencher as possíveis deficiências que sua alimentação diária pode apresentar, contribuindo com a ingestão adequada de nutrientes.

 
3. Mesmo com boa alimentação é necessária a suplementação

MITO: Existem pessoas que possuem acompanhamento nutricional com dietas individualizadas e que não necessitam fazer uso de suplementos, uma vez que atingem as suas necessidades diárias. No entanto, de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), duas em cada três pessoas não consomem seis porções de frutas e verduras por dia, principais alimentos fonte de vitaminas e minerais, essenciais para um bom funcionamento do organismo. Nesses casos, é recomendada a ingestão de suplementos alimentares.

 
4. Consumir multivitamínicos realmente dá mais energia e ânimo

VERDADE: As vitaminas atuam como reguladores essenciais nas reações metabólicas que liberam energia. São elas que auxiliam na transformação dos alimentos em energia, interferindo na recuperação muscular e, consequentemente, na fadiga. Com a associação aos probióticos, há ainda uma melhor reposição de nutrientes e a sensação de mais ânimo para a realização de atividades.


5. Todo multivitamínicos é igual

MITO: Existem diversas formulações de multivitamínicos no mercado. Eles variam desde a composição de micronutrientes e outros componentes associados até as doses indicadas. Por exemplo, hoje, apenas um multivitamínico conta com a associação de vitaminas, minerais e probióticos em apenas um comprimido. Essa combinação traz importantes benefícios ao consumidor no que diz respeito a melhor absorção dos nutrientes, no auxílio no metabolismo energético, além de melhorar a imunidade por meio de sua ação no intestino.

Tudo bem tomar vitaminas sem orientação médica

VERDADE: Não é necessária a orientação médica para o consumo de vitaminas e minerais. Vale lembrar, porém, que gestantes, nutrizes, idosos, crianças e pacientes com algum problema de saúde devem pedir orientação médica antes de ingerir os multivitamínicos.

 
6. Os multivitamínicos engordam

MITO: Os multivitamínicos são suplementos isentos de calorias em sua maioria. Não contém açúcar e são compostos basicamente por vitaminas e minerais. Eles também não estimulam o apetite e, portanto, não engordam.

 
7. Esportistas devem utilizar multivitamínicos

VERDADE: Uma das grandes barreiras que os atletas encontram é suprir sua demanda nutricional devido à alta queima calórica. Na manutenção dos micronutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo (como biotina, vitamina D e zinco), o consumo de vitaminas e minerais é um grande aliado. Outra barreira é a absorção dos nutrientes ingeridos, afinal de nada adianta ter uma alimentação balanceada se o intestino não é capaz de absorver uma quantidade adequada de nutrientes. Diante disso, os probióticos são utilizados por facilitar a homeostase e a absorção de nutrientes, o que culmina na melhora da performance atlética e a promoção da saúde. O uso dos probióticos, associado a vitaminas e minerais, impede que as doenças nutricionais se instalem, incluindo as decorrentes da alta demanda dos esportes, tendo em vista que eles devolvem o equilíbrio temporariamente quebrado pelo exercício intenso e prolongado.

8. Posso tomar multivitamínicos todos os dias

VERDADE: A adequada reposição de vitaminas, probiótico, água e sais minerais deve ser constante ao longo das semanas e não de forma isolada. Assim, garante-se um estoque adequado desses nutrientes, influindo diretamente no equilíbrio da flora intestina microbiana.

 

 Foto: Shutterstock

 

Deixe um comentário