Destaques & lançamentos

OMS determina que pandemia de Covid-19 continua a ser emergência de saúde pública internacional

Decisão do diretor-geral, Tedros Adhanom Ghebreyesus, seguiu parecer de comitê de emergências da entidade

A Organização Mundial de Saúde (OMS) determinou, nesta quarta-feira (13), que a pandemia de Covid-19 continua a ser uma “Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional”. Na prática, isso significa que a doença continua a ser uma pandemia.

A decisão, do diretor-geral Tedros Adhanom Ghebreyesus, seguiu, portanto, o parecer do comitê de emergências da entidade.

O comitê reconheceu que o Sars-CoV-2, causador da Covid-19, continua a ter uma evolução “imprevisível, agravada pela sua ampla circulação e intensa transmissão em humanos” e em outras espécies.

Nesse contexto, os especialistas consideraram com preocupação o fato de que alguns países-membros relaxaram medidas de comportamento e saúde pública para diminuir a transmissão do vírus.

Além disso, considerou o comitê, o vírus continua a causar altos níveis de morbidade e mortalidade, particularmente entre populações vulneráveis.

Diretrizes

A OMS também emitiu uma nova recomendação temporária para países-membros – de fortalecer a resposta à pandemia de Covid-19:

“Atualizando os planos nacionais de preparação e resposta de acordo com as prioridades e cenários potenciais descritos no Plano Estratégico de Preparação e Resposta da OMS para 2022”.

Outras diretrizes anteriores foram atualizadas, conforme a orientação do comitê.

Viagens

O órgão reforçou, por exemplo, o impacto negativo que os requisitos de vacinação de cada país pode ter sobre a entrada de viajantes internacionais em seus territórios.

Contudo, a OMS já havia se manifestado contra a comprovação de vacinação em viagens internacionais.

Já a meta de vacinar 70% das populações de todos os países do mundo até julho deste ano foi mantida.

Até agora, 64 países já cumpriram a meta, de acordo com o monitoramento “Our World in Data”, ligado à Universidade de Oxford; o Brasil está entre eles.

Por outro lado, um levantamento divulgado nesta semana pela própria OMS apontou que 21 países não vacinaram nem sequer 10% de suas populações.

Fonte: G1

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário