OMS sugere uso de oxímetro para pacientes com Covid-19 que estejam em casa

A sugestão faz parte das novas diretrizes de cuidado com pacientes com coronavírus divulgadas pela organização

A Organização Mundial de Saúde (OMS) sugeriu, em atualização publicada nesta terça-feira (26), que pacientes com Covid-19 que estejam em casa monitorem seus níveis de oxigênio com um oxímetro de pulso.

O objeto é semelhante a um pregador de roupas que é colocado em um dos dedos da mão e seu uso deve ter acompanhamento médico.

A entidade também sugeriu que pacientes que estejam internados recebam doses baixas de anticoagulantes de forma preventiva, para evitar trombose.

No entanto, o uso também é indicado apenas para os que estejam hospitalizados.

A sugestão do uso do oxímetro em pacientes com Covid-19 em casa faz parte das novas diretrizes de cuidado divulgadas pela organização.

A OMS também orienta para pacientes hospitalizados, mantê-los deitados de bruços (pronados), para melhorar o fluxo de oxigênio.

Assim, ss sugestões fazem parte das novas diretrizes de cuidado com pacientes com Covid-19 divulgadas pela organização.

Elas já eram conhecidas por equipes de saúde que tratam pessoas atingidas pela doença.

‘Covid longa’ terá nome

A OMS também informou que vai se reunir, em fevereiro, e dar um nome ao conjunto de sintomas que caracterizam a chamada “Covid longa” – aqueles que persistem mesmo depois que a pessoa já se curou da doença ou não tem mais o vírus no corpo.

Os sinais incluem cansaço extremo, tosse persistente e intolerância a exercícios físicos.

De acordo com a organização, serão feitas consultas para descrever a condição, seus subtipos e definições de casos.

A saber, as consultas vão incluir grupos de pacientes com o problema.

Fonte: G1

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário