Orlistate: o que é, contraindicações e como tomar

Orlistate é um medicamento indicado para pacientes obesos ou com sobrepeso e age diretamente no sistema digestivo para diminuir em até 30% a gordura ingerida por meio da alimentação

Um medicamento que diminui cerca de 30% da gordura consumida pode ser a promessa de emagrecimento para muita gente. Mas, apesar de o Orlistate ser um fármaco eficaz em casos de obesidade e sobrepeso, não deve ser consumido sem a recomendação médica.

Orlistate também é indicado para a melhora de fatores de risco como colesterol alto, diabetes do tipo 2 e hipertensão arterial e, além de emagrecer, auxilia na manutenção do peso ideal. Saiba mais sobre o medicamento, suas indicações e efeitos colaterais:

Qual a diferença entre açúcar e adoçante? 

O que é o orlistate?

É um medicamento usado no tratamento de obesidade por impedir a atuação das lipases do tubo intestinal, assim, diminuindo a absorção de gorduras. 

Doenças gástricas: Um sistema, múltiplas funções 

Para o que é indicado?

O orlistate é indicado para o tratamento de pacientes com sobrepeso ou obesidade, incluindo pacientes com fatores de risco associados à obesidade, em conjunto com uma dieta de baixa caloria. Isso porque o produto é eficaz no controle de peso em longo prazo (perda de peso, manutenção do peso e prevenção da recuperação do peso perdido). 

Além disso, melhora os fatores de risco associados ao excesso de peso, como hipercolesterolemia (colesterol alto no sangue), intolerância à glicose (“pré-diabetes”), diabetes do tipo 2, hiperinsulinemia, (insulina alta no sangue) hipertensão arterial (pressão alta), e promove a diminuição da gordura visceral (localizada entre os órgãos abdominais). 

Pode ser utilizado também para o tratamento de pacientes com diabetes tipo 2 com sobrepeso ou obesidade. 

Obesidade: de olho na balança durante a covid-19 

tomar-contraidicação-orlistate

Contraindicações

O orlistate é contraindicado a pacientes com síndrome da má absorção crônica, colestase (redução do fluxo biliar) ou hipersensibilidade conhecida ao orlistate ou a qualquer um dos componentes de sua formulação.

Efeitos colaterais

O paciente pode apresentar sintomas relacionados ao sistema digestivo mas, geralmente, eles serão leves e ocorrerão no início do tratamento, desaparecendo após curto período de tempo. A intensidade desses efeitos pode aumentar após a ingestão de refeições com alto teor de gorduras, assim, melhorando com a continuidade do tratamento e seguindo-se a alimentação recomendada. 

Reações muito comuns (ocorrem em > 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): perdas ou evacuações oleosas, flatulência (acúmulo de gases no intestino) com perdas oleosas, urgência para evacuar, aumento das evacuações, desconforto/dor abdominal, gases, fezes líquidas, infecções do trato respiratório superior (como resfriado e dor de garganta), gripe, bem como dor de cabeça e hipoglicemia (nível de açúcar reduzido no sangue). 

Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): perda do controle das evacuações, fezes amolecidas, desconforto/dor retal, distúrbios dentais ou gengivais, infecções do trato respiratório inferior (como traqueobronquite ou broncopneumonia), irregularidades menstruais, ansiedade, fadiga, bem como infecção urinária e distensão abdominal. 

As únicas reações adversas observadas com frequência > 2% e incidência ≥ 1% em relação ao placebo em pacientes obesos com diabetes do tipo 2 foram hipoglicemia (nível de açúcar reduzido no sangue) e distensão abdominal. 

Vitaminas e minerais ajudam na prevenção de doenças e no bem-estar 

Como tomar orlistate?

A recomendação é de que a dose diária do medicamento seja de uma cápsula de 120 mg, por via oral, durante ou até uma hora após cada uma das três refeições principais. Contudo, caso não seja feita uma refeição ou a refeição não contenha gordura, o paciente não precisará tomar orlistate.

O fármaco deve ser associado a uma alimentação com leve redução de calorias. Desse modo, no máximo 30% dessas calorias devem ser provenientes de gorduras. A distribuição de ingestão diária de gorduras, bem como carboidratos e proteínas deve ser equilibrada entre as três refeições principais. 

Além disso, estudos mostraram que doses maiores que 120 mg, três vezes ao dia (3 cápsulas ao dia), não demonstraram benefício adicional.

Comer pão, macarrão ou outro tipo de carboidrato à noite engorda? 

tomar-comprimido-orlistate

Orlistate emagrece?

O orlistate age diretamente no sistema digestivo, impedindo que aproximadamente 30% da gordura ingerida com a alimentação seja absorvida em cada refeição, e esse excesso é eliminado com as fezes. Portanto, o organismo deixa de armazenar uma boa quantidade de gorduras por refeição, ajudando na redução do peso. 

Além disso, contribui para prevenir um novo ganho de peso, diminuindo os riscos do diabetes, da hipertensão e do colesterol aumentado.

IMC: O que é ? Como calcular? Quais os valores ideais para cada idade ? 

Orlistate precisa de receita?

O medicamento não precisa de receita para ser comprado. Mas deve ser utilizado somente com indicação médica. 

Quais os passos para a dispensação responsável de medicamentos? 

Preço

A embalagem com 60 cápsulas custa aproximadamente R$ 65, dependendo da farmácia, bem como da marca e da região. 

Conclusão

Orlistate é um medicamento indicado para pacientes obesos ou com sobrepeso e age diretamente no sistema digestivo para diminuir em até 30% a gordura ingerida por meio da alimentação.

Também é indicado para a melhora de doenças relacionadas à obesidade, como hipertensão, bem como colesterol alto e diabetes tipo 2. A indicação é de uma cápsula de 120 g por dia, sempre junto ou próximo à refeição.

O medicamento, apesar de não precisar de receita médica, deve ser usado somente com a indicação de um profissional de saúde.

9 alimentos favoráveis à saúde do coração 

Fonte:

EMS – Bula do Paciente

 

Fonte: Guia da Farmácia

Fotos: Shutterstock

Não se automedique, consulte um profissional de saúde.

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário