Outubro Rosa: médica esclarece dúvidas comuns às pacientes

Alimentação é um dos pilares para a boa recuperação

Com o diagnóstico de um câncer de mama em fase inicial, as mulheres costumam ter diversas dúvidas sobre como será o tratamento e quais as possíveis adversidades que encontrarão pelo caminho.

O primeiro pensamento é entender que nem sempre a quimioterapia fará parte do tratamento. Essa é uma decisão que cabe ao especialista, considerando as características de cada tumor e indivíduo. Confira alguns dos outros questionamentos mais comuns e as respostas da oncologista da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, Dra. Juliana Pimenta.

O cabelo realmente cairá?

A queda depende do tipo de quimioterapia que a paciente receberá. No geral, é uma realidade bastante presente durando o período, mas que se normaliza após o término do tratamento. No início, é comum o cabelo voltar a crescer com textura e cor diferentes do que a de costume. Aos poucos, volta ao normal.

Ocorrem náuseas e vômitos o tempo todo?

Atrelado à quimioterapia, são oferecidos tratamentos potentes que auxiliam no combate dos efeitos colaterais. Atualmente, as opções para o controle do mal-estar são bastante efetivas.

O que pode, ou não, comer?

Alimentos que são bons para o coração geralmente são considerados importantes durante o tratamento do câncer. Manter uma dieta equilibrada é essencial, inclusive pela importância do controle do peso, fundamental para quem está em terapia. Bastante fruta, chá verde, brócolis e legumes em geral são indicados, enquanto se deve evitar excesso de gordura e açúcar, carne vermelha e alimentos industrializados.

Atividades físicas estão liberadas?

Pode ser feito qualquer tipo de exercício físico, desde que haja liberação do mastologista e do cardiologista. Entretanto, o retorno se dá por meio de caminhadas, atividades e musculação mais moderada. Importante ter atenção ao lado do braço em que foi realizada a cirurgia.

O que pode mudar no corpo?

Um dos primeiros efeitos da quimioterapia pode ser o ganho de peso, que precisa ser evitado. Ocorre também a alteração da unha (mais fraca e quebradiça) e ressecamento da pele. É importante evitar a exposição excessiva ao sol, para não causar manchas na pele.

Pode afetar a fertilidade?

Existe uma possibilidade de a mulher ficar infértil, só que, para isso, são considerados diversos fatores: idade, histórico da paciente, tipo de quimioterapia aplicada, entre outros.

Fonte: BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário