fbpx

Pague Menos eleva faturamento para R$ 1,7 bilhão no segundo trimestre

A rede de varejo farmacêutico nacional Pague Menos elevou para 31,1% a margem bruta no segundo trimestre de 2019

A rede de varejo farmacêutico, Pague Menos, contabilizou a receita bruta de R$ 1,7 bilhão no segundo trimestre de 2019, segundo balanço divulgado hoje (20/08). O lucro bruto ajustado cresceu 4,9%, com R$ 523,8 milhões. Além disso, o crescimento da margem bruta ajustada na comparação com o mesmo período do ano passado foi de 31,1%. O resultado do faturamento da Pague Menos foi divulgado diante de um cenário econômico mais desafiador.

“O cenário econômico atual acaba refletindo nas vendas. Principalmente, nas regiões Norte e Nordeste, onde os níveis de desemprego estão mais altos. Apesar disso, registramos aumento do ticket médio de 4,4%, passando de R$ 53,30 para R$ 55,70”, explica o diretor presidente das Farmácias Pague Menos, Mário Queirós.

Veja Mais

A Pague Menos inaugurou sete novos pontos de vendas no período, totalizando 1.164 lojas distribuídas por todas as regiões do Brasil. O número representa crescimento de 2% se comparado com o mesmo período de 2018. Ao final do trimestre, a Pague Menos possuía 32,6% das lojas em estágio de maturação. Isto é, com até três anos em atividade.

O market share nacional foi de 5,7%. No recorte regional, o Nordeste registrou 20% de participação no mercado, mantendo a Pague Menos como líder na região.

Mix de produtos na Pague Menos

Além disso, o mix de produtos apresentou expansão na maioria das categorias. O segmento de genéricos cresceu 5,7%, representando 9,2% das vendas nacionais. De acordo com a Pague Menos, os medicamentos não prescritos (OTC) registraram um avanço de 4,4% no período, enquanto os itens de higiene e beleza (H&B) cresceram 2,6%.

Foto: Pague Menos
Fonte: Guia da Farmácia

Deixe um comentário