fbpx

Pague Menos prevê abrir mais 500 lojas em cinco anos

Plano de expansão da Pague Menos visa reforçar aos investidores que a rede é nacional, com escala, e não regional

A Pague Menos pretende abrir mais lojas. Quando a rede colocou na rua a sua oferta pública inicial de ações (IPO, da sigla em inglês) em junho, havia uma janela de mercado aberta, que a rede vinha buscando há anos.

Mas dois meses depois de protocolar o pedido, as operações em andamento no País davam sinais de estar perdendo força.

Na primeira entrevista desde que abriu capital, em setembro, o comando da rede de farmácias fala sobre a decisão de manter a oferta e detalha seu plano de expansão, que prevê a inauguração de 500 lojas em cinco anos.

De acordo com o presidente da Pague Menos, Mário Queirós, e filho do fundador, Francisco Deusmar Queirós, foi preciso manter a operação porque “àquela altura, não dava para voltar atrás”, afirma.

“É como dizem, é melhor uma empresa [ir para a bolsa]com números não tão bons, mas mercado propício para abertura do que ter números muito bons num mercado ruim”, diz.

“Nós vimos que a RD [Raia Drogasil] soltou seu balanço do segundo trimestre e alguns números não foram bons, e a Panvel [rede que concluiu oferta em agosto]também sentiu o ambiente, então as ofertas foram se reduzindo. Passamos a reforçar nosso discurso aos investidores de que somos uma rede nacional, com escala, e não regional. E dizíamos que tínhamos parado de piorar, que já vínhamos organizando a ‘casa’ desde 2019. Saímos com o papel abaixo do piso, mas a ação vem vindo num preço acima do valor da estreia”, diz.

Fonte: Valor Investe

Foto: Pague Menos

Deixe um comentário