Pazuello diz que vacinação contra Covid-19 começará antes do dia 25

O plano de vacinação contra a Covid-19 pode ser adiantado e as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca/Oxford são as primeiras a serem cogitadas pelo Ministério da Saúde

O plano de vacinação contra a Covid-19 foi a pauta da reunião ministerial da última quarta-feira (6) no Palácio do Planalto, onde o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, detalhou aos colegas e ao presidente Jair Bolsonaro as preocupações com as vacinas.

Dessa forma, ele deu um panorama das negociações de vacinas e disse que o governo começará a vacinar a população antes do próximo dia 25.

As primeiras doses aplicadas virá do lote comprado da Índia, que seriam 2 milhões de doses da vacina do laboratório Astrazeneca e da Universidade de Oxford.

A mesma vacina que está sendo fabricada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O ministro afirmou que, uma vez iniciada a vacinação, o Brasil poderia, assim, imunizar a população em um ritmo bastante mais rápido que outros países.

MP sobre a vacinação contra a Covid-19

No entanto, alguns detalhes do plano e da compra de novas vacinas ainda dependem de uma medida provisória em elaboração por ministérios e coordenada pela Casa Civil.

Pazuello informou, ainda, que o ministério acelerou as negociações com a Pfizer para a compra da vacina.

Aliás, a vacina da Pfizer  já vem sendo aplicada em diversos países, como os EUA.

Na reunião, transpareceu a preocupação do governo com o aumento de casos da Covid-19 no início deste ano.

E também os reflexos na economia, que poderia não resistir a uma nova onda da doença e à pressão por mais gastos.

Covaxin: o que se sabe sobre a vacina indiana contra a Covid-19

Fonte: G1

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário