Guia da Farmácia Responde

Suas dúvidas respondidas por consultores especializados.

Nos últimos tempos, tem-se observado que os avanços na ciência e a inovação tecnológica contribuem para o desenvolvimento de medicamentos e a ampliação do leque de alternativas disponíveis e utilizadas para a obtenção de resultados concretos, definidos e mensuráveis em termos de saúde, que contemplam: a cura de doenças, a amenização dos sinais e sintomas, a interrupção do processo evolutivo da afecção e, até mesmo, a prevenção. Um dos caminhos para alcançar esses objetivos é a racionalização da farmacoterapia, além, claro, da associação às Mudanças no Estilo de Vida (MEVs), em especial no cenário das doenças crônicas, que são as…


É essencial que o software para o setor farmacêutico tenha seus processos totalmente integrados para, assim, garantir confiabilidade em todas as áreas envolvidas e ter uma plena eficiência operacional. Portanto, o primeiro passo no desenvolvimento de um sistema, ou mesmo no tema do cadastro de um medicamento, é garantir que ele seja desenhado tendo em vista um mapeamento de todos os demais processos da farmácia. E para começar, uma ferramenta que auxilia bastante é o banco de dados. Independente do segmento em que o seu negócio atue, ele permite o armazenamento de praticamente qualquer tipo de informação, especialmente se o…


O medicamento em questão tem como fármaco o ibuprofeno que pertence ao grupo dos anti-inflamatórios não esteroides (AINES) e que está indicado, segundo a Agência Estadunidense Food and Drug Administration (FDA), principalmente, para o alívio/tratamento de dor, febre, dor de cabeça, enxaqueca, osteoartrite, dismenorreia primária, atrite reumatoide. É um Medicamento Isento de Prescrição (MIP), entretanto, sua administração deve ser orientada por profissional da saúde considerando todas as implicações decorrentes do uso de qualquer medicamento. Possui inúmeras contraindicações como em: asma, urticária ou outra reação de tipo alérgico após a administração de aspirina ou outros AINEs (reações anafiláticas severas e às…


Há dois aspectos importantes na sua pergunta: (1) comercialização de medicamentos controlados e (2) preço de medicamentos. Ambos os aspect Há dois aspectos importantes na sua pergunta: (1) comercialização de medicamentos controlados e (2) preço de medicamentos. Ambos os aspectos são regulados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Tentando esclarecer as suas dúvidas: (1) Medicamentos controlados – a regulamentação em vigor no país determina que a medicação de uso controlado não pode ser trocada ou devolvida. Esta regulamentação tem como base dois aspectos principais: – o controle estrito das substâncias classificadas como entorpecentes e psicotrópicas e – os aspectos…


Oxycontin® (cloridrato de oxicodona) é indicado para o tratamento de dores moderadas a severas, apresenta-se em forma farmacêutica sólida de liberação prolongada, em diferentes dosagens, e sua venda é sob prescrição médica, com a retenção da receita, conforme estabelece a Portaria 344 e suas atualizações. A questão levantada não está relacionada ao desvio de qualidade, mas sim, a reações adversas que constam em bula do medicamento. Em relação ao Sistema Pele e Tecido Cutâneo, a manifestação de coceira (mais de 10% dos indivíduos que utilizam esse medicamento a apresentam) trata-se de reação considerada muito comum e, em relação ao Sistema…


A legislação em vigor não dá nenhuma orientação específica à população sobre o descarte correto de medicamentos. Muitos jogam as sobras, ou os produtos vencidos em lixo comum, o que prejudica o meio ambiente, com a contaminação do solo, rios e lagos, além da possibilidade de reutilização, problema que deve ser evitado. Estabelecimentos e prestadores de serviços, que envolvem saúde e lidam com medicamentos, cumprem a Resolução de Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – RDC 306/04, que dispõe sobre o regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos produzidos por eles, além de listar os tipos de…


Profissões regulamentadas são aquelas definidas por lei e com uma regulamentação própria, de direitos e garantias, tais como piso salarial, jornada de trabalho, adicionais, exames médicos. Elas possuem regimento próprio, não importando a categoria predominante dos demais empregados da empresa ou empregador em que o referido profissional está inserido, trabalhando. A ideia de criação de órgão profissional de farmácia começou em 1936. Em 11 de novembro de 1960, com a Lei 3.820, foram criados o Conselho Federal de Farmácia (CFF) e os Conselhos Regionais de Farmácia (CRFs), sendo estes dotados de personalidade jurídica, de direito público, com autonomia administrativa e…


A farmácia não poderia negar a você a devolução da diferença paga a mais. Vamos ver se entendi corretamente a situação: Você comprou um produto em uma farmácia. Este produto era um Medicamento Isento de Prescrição (MIP), considerando-se que o item estava exposto na prateleira¹, acessível aos consumidores. O caixa registrou a venda do produto com o valor incorreto. Depois de ter pago, foi informada de que o preço do produto, conforme informado na prateleira, não estava correto. O preço correto era inferior ao que você já havia pago. Trocou o produto por outro de menor preço. Mesmo trocando por…


Como devo contar a validade de uma receita médica controlada? - Sideone Bastos – Feira de Santana, Bahia (BA)

0

Em geral, o prazo de validade das prescrições é de 30 dias, iniciando a contagem a partir da data em que o documento foi emitido. As prescrições de medicamentos que estão sob o controle da Portaria do Ministério da Saúde/Secretaria de Vigilância em Saúde (MS/SVS) 344, de 12 de maio de 1998, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), subdividem-se em notificação e receita, que apresentam peculiaridades. Para se alcançar resultados farmacoterapêuticos positivos, é necessário que, inicialmente, o problema de saúde esteja bem diagnosticado. A partir daí, devem-se traçar quais os objetivos a ser alcançados para recuperar e manter a…


Se houve uma decisão judicial condenando o município de Araújos para adquirir o medicamento Sorafenibe, o município cumpriu a decisão e fez a devida aquisição do supramencionado medicamento. Não tenho dúvidas de que o juiz concedeu a decisão à luz de laudos médicos demonstrando a imprescindibilidade de tal medicamento ao paciente. Se após a aquisição pelo município do medicamento, em obediência à decisão judicial, o médico prescritor mudou a prescrição, cabe aos procuradores municipais informarem tal fato ao juiz para que revogue sua própria decisão. O município de Araújos terá de suportar com o ônus dessa aquisição e guardar em…