fbpx

Guia da Farmácia Responde

Suas dúvidas respondidas por consultores especializados.

É importante que você verifique algumas características do medicamento, como por exemplo, cor, aspecto, cheiro, viscosidade, isso visivelmente nós conseguimos enxergar, e havendo alguma alteração em uma destas características o medicamento não deve ser administrado e sim descartado. Mas caso observe que o medicamento não apresenta nenhuma alteração nessas características, recomenda-se a utilização pois o medicamento ainda está dentro da validade. Destacamos que as características do medicamento são descritas na Bula da Medicação.


As classes mais comuns de antihipertensivos os IECA (inibidores da enzima conversora de angiotensina), tais como captopril, enalapril, fosinopril e lisinopril; os diuréticos, tais como furosemida, ácido etacrínico e hidroclorotiazida; e os betabloqueadores, tais como propranolol, nadolol, metoprolol e atenolol. Esses medicamentos necessitam das prostaglandinas (PGs) renais para exercerem o seu mecanismo de ação (Houston, 1991 citado por Bergamaschi, 2007). As PGs renais modulam a vasodilatação, a filtração glomerular, a secreção tubular de sódio/água e o sistema reninaangiotensinaaldosterona, os quais são fatores essenciais no controle da pressão arterial. As PGs são ainda mais importantes em pacientes hipertensos, os quais possuem…


Com relação à pergunta, entendemos que trata-se de um receituário controlado dos quais ficará retida na farmácia (campo: endereço do paciente); e atendendo ao disposto na Portaria 344/98 é necessário o preenchimento de toda a prescrição incluindo os dados do paciente para sua emissão. Sendo assim, é necessário que o profissional médico cumpra com os requisitos da Portaria 344/98 e a Lei 5.991/73. A farmácia não deve preencher este campo, pois caso o faça, poderá a vigilância sanittária entender como rasura e a farmácia sofrerá as penalidades.


As bebidas alcoólicas que contêm etanol (álcool) possuem ação psicoativa no organismo com atividade depressora no Sistema Nervoso Central (SNC). Antidepressivos são fármacos utilizados no tratamento das diferentes formas de depressão. São classificados, especialmente, em quatro grupos: antidepressivos tricíclicos (ADTs) – que inibem a recaptação de noradrenalina e serotonina -, inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRSs), inibidores da monoaminooxidase (iMAO) e fármacos utilizados no tratamento da mania. Interações medicamentosas: ADTs: Aspirina e fenilbutazona aumentam os efeitos dos ADTs porque diminuem sua ligação à albumina plasmática, aumentando sua disponibilidade no SNC; neuroléticos e alguns esteróides diminuem o metabolismo hepático dos…


O uso de corticoides pode variar conforme a patologia do paciente, e via de regra recomenda-se a sua utilização entre cinco e sete dias, isso porque o corpo demora até dois dias para entender que precisa de cortisol e, na falta do medicamento, pode se prejudicar. Pessoas com doenças crônicas não seguem essa indicação e normalmente têm que lidar com os efeitos adversos desses medicamentos, utilizando-os por anos ou por tempo indefinido.


As bebidas alcoólicas que contêm etanol (álcool) possuem ação psicoativa no organismo com atividade depressora no Sistema Nervoso Central (SNC), então o consumo excessivo de álcool interfere na absorção de nutrientres essenciais, levando a deficiências de minerais e vitaminas, à exemplo da Vitamina D; o consumo de álcool de forma aguda reduz temporariamente o metabolismo de fármacos biotransformados. Em contraste, o consumo de álcool por tempo prolongado, resulta em aceleração da biotransformação de fármacos em decorrência da indução de enzimas hepáticas. Portanto, orientamos que não se deve ingerir bebida alcoólica com qualquer tipo de medicamento, pois podem trazer consequências indesejáveis…


1 2 3 13