fbpx

O exodus interage com a sibutramina? Há risco tomar os dois juntos?

O medicamento Exodus que tem como princípio ativo a substância Escitalopram, é utilizado para o tratamento de depressão, sendo da classe dos inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRS).

O medicamento Sibutramina é utilizado para o tratamento de obesidade, ajudando assim na perda de peso, também da classe “ISRS”.

A serotonina é um hormônio que regula o ciclo circadiano, humor, apetite, sono, temperatura corpórea, entre outros. Logo, é importante que o valor desta seja encontrado dentro de seus valores normais, nem acima e nem abaixo.

Logo, o uso concomitante destes dois medicamentos deve ser evitado, pois por serem da mesma classe podem potencializar o risco de síndrome da serotonina, que ocorre quando acontece a estimulação excessiva dos receptores serotoninérgicos. Os sintomas desta síndrome são: alterações do estado mental; irritabilidade; consciência alterada; confusão; alucinação; taquicardia e até o coma; sintomas gastrointestinais, como náuseas; vômitos e diarreia.

Então é importante que evite ou que seja usado com cautela em casos onde o benefício acabe superando o risco. Neste caso, é de extrema importância que o paciente seja acompanhado durante todo o tratamento em relação à síndrome serotoninérgica.

Essa pergunta foi realizada através do Guia da Farmácia Responde!
Envie também seus questionamentos e dúvidas para serem respondidos por consultores especializados e publicados aqui no portal Guia da Farmácia.

Ver dúvidasEnviar dúvida

Deixe um comentário