Pesquisa inédita mostra relação Consumidor x Atendimento

Pesquisa aponta que a maioria dos consumidores compra levando em conta o atendimento, mesmo assim, apenas 11% dos brasileiros saem totalmente satisfeitos dos atendimentos

De acordo com a Hibou, empresa de monitoramento e pesquisa, o consumidor brasileiro gosta de um bom atendimento na hora de realizar sua compra.

A pesquisa foi realizada com mais de 2.600 pessoas, em outubro, onde notou-se uma grande relevância que o atendimento tem na hora da compra de produtos e serviços, mesmo que 98% dos brasileiros busque a qualidade daquilo que está comprando, 94% querem mesmo é um bom atendimento. 79% quer preço e 81% olha para a garantia.

“Apesar de serem consumidores preocupados com a qualidade no atendimento, apenas 11% se consideram totalmente satisfeitos, 39% fica muito satisfeito e, por fim, 40% médio satisfeito com a forma como é atendido quando está comprando algo. Na opinião dos brasileiros, na pesquisa sobre o consumidor e o atendimento,  as marcas mais citadas que melhor atendem seus clientes são: Amazon, Magazine Luiza, Mercado Livre, Apple, Brastemp, Samsung, Nubank“, diz a sócia da Hibou e responsável pela pesquisa, Ligia Mello,.

O que é um bom atendimento para o brasileiro?

Para 96,7% é o atendente ouvir o que estão falando.

E para 96,5% é o atendente explicar de maneira clara o que está sendo questionado,.

Já para 95,8% é conhecer bem do produto ou serviço que está oferecendo.

Enquanto isso, para, 94,3% é ser claro em relação às vantagens e desvantagens de um produto.

E, por fim, 91,3% ter agilidade para resolver dúvidas e 73,3% sugestões pertinentes ao que está sendo buscado.

Fidelidade das marcas 

A fidelidade às marcas, de acordo com metade dos brasileiros está no bom atendimento. “Grande oportunidade para todos os tipos de verticais. Aprimore seu atendimento que a chance de recorrência é maior” explica Ligia. Para desistir de vez de uma marca, 53,9% passam por 2 ou 3 experiências ruins – ou seja, são muitas chances – e, por conseguinte, 33,3% após uma experiência ruim.

O que espanta de vez o cliente?

Para 72,3% dos brasileiros, uma marca não tem chance após grosseria de funcionário.

Já para 61.1%, não se pode fazer negócio com quem esteja em sites de reclamação do consumidor. 55,4% perde a confiança em empresa que sai em noticiário com escândalo de corrupção.

“Interessante prestar atenção no papel do funcionário. Para 52% dos brasileiros, visto que, um funcionário da empresa impacta totalmente a experiência de compra. O que isso nos mostra, como uma grande conclusão: treinamento é fundamental“, afirma Ligia.

Além disso, um ponto importante levantado na pesquisa é que existem alguns itens pelos quais os consumidores estão dispostos a pagar mais para ter na sua rotina de consumo. 18,2% pagaria um pouco mais para comprar de marcas responsáveis socialmente, 16% se a marca realmente entregasse eficiência e 12% para marcas que tornassem o pagamento mais fácil e rápido.

 

Fonte: Hibou

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário