Pesquisas por Ozempic crescem mais de 300% na internet em 2024

Levantamento da Semrush mostra que outros medicamentos para diabetes, mas que são usados para emagrecer, despertaram interesse dos brasileiros

Nos últimos anos, o Ozempic, medicamento da Novo Nordisk originalmente desenvolvido para tratar o diabetes tipo 2, tornou-se uma febre entre as pessoas que buscam emagrecer. De acordo com um estudo da plataforma DrFirst, as prescrições do remédio aumentaram 150% entre dezembro de 2022 e junho de 2023, evidenciando a crescente demanda como ferramenta de emagrecimento.

Segundo uma nova pesquisa divulgada pela Semrush, plataforma de marketing digital especializada em visibilidade online, o interesse dos brasileiros pela medicação continua em alta em 2024.

Apenas em abril deste ano, o termo “Ozempic” foi pesquisado 1.5 milhão de vezes, um crescimento de 307,6% na comparação ao mesmo período de 2023.

Além disso, “Ozempic preço” contou com 246 mil buscas, registrando um aumento de 1259,1%.

Tema popular

Mas há outros medicamentos do mesmo segmento que estão chamando a atenção da população nacional.

Mounjaro”, do laboratório Eli Lilly, teve um crescimento exponencial de 351328,6% nas pesquisas, saltando de 70 buscas, em abril de 2023, para 246 mil no mesmo mês de 2024.

Já o “Wegovy”, também da Nova Nordisk, saiu de 1.3 mil buscas para 74 mil, alta de 5592,3%.

“É importante destacar que o aumento nas pesquisas online sobre esses medicamentos não significa necessariamente que mais prescrições estão sendo feitas por médicos. Com a popularidade dessa nova fórmula, muitas pessoas acabam buscando por conta própria. Por isso, é importante sempre buscar por informações verdadeiras e conteúdos de qualidade para tomar melhores decisões com melhores informações”, explica Erich Casagrande, Líder de Marketing da Semrush no Brasil.

Medicamento para emagrecer

No estudo, a empresa também monitorou como está o interesse dos brasileiros por medicamentos específicos para emagrecer ou para outras funcionalidades, além de fórmulas consideradas naturais.

“Sibutramina”, indicada para o tratamento da obesidade em adultos com IMC maior que 30 Kg/m², teve 301 mil buscas em abril deste ano (+82,4%).

Já “bupropiona”, fármaco utilizado principalmente para o tratamento da depressão e do tabagismo, contou com 246 mil buscas (+49,1%), enquanto “spirulina”, suplemento dietético obtido a partir de cianobactérias, teve 110 mil pesquisas (21,5%).

Outros termos relacionados à perda de peso que também registraram aumento foram: “dieta para emagrecer”, que teve 90.5 mil buscas em abril de 2024 (+22.3%) e “chá para emagrecer”, com 74 mil pesquisas (+22.3%).

Apesar de não ter tido um aumento nas buscas, “alimentação saudável” contou com 110 mil pesquisas no último mês.

“A partir desses números, conseguimos analisar que o interesse por Ozempic, por exemplo, foi 1263.64% maior do que a busca por uma alimentação saudável. Essa tendência indica que muitas pessoas preferem soluções rápidas em vez de investir em hábitos alimentares saudáveis que proporcionam benefícios duradouros. É fundamental promover informações sobre a importância de uma abordagem equilibrada e sustentável para a saúde e o bem-estar”, conclui Casagrande.

Sobre o levantamento

O estudo produzido pela Semrush foi feito a partir da Keyword Magic Tool, recurso que disponibiliza dados sobre quantas pessoas pesquisam uma determinada palavra-chave.

Para realizar a análise, a empresa monitorou as pesquisas feitas na internet pela população nacional no último ano.

Fonte: Semrush

Foto: Shutterstock

Leia mais

Língua de Ozempic? Medicamento altera percepção de sabor

Deixe um comentário