Destaques & lançamentos

Pfizer visa liderança no tratamento de câncer de mama

Medicamento Talzenna, aprovado pela FDA, impressiona pelos resultados clínicos

Em 16 de outubro último, a agência norte-americana Food and Drug Administration (FDA) anunciou a aprovação do Talzenna, da Pfizer (talazoparibe). Apesar da chegada tardia da Pfizer neste mercado, segundo a consultoria Global Data, há caminhos para que este medicamento assuma a liderança entre os tratamentos de câncer de mama com a molécula conhecida por inibidor da polimerase (PARP).

O Talzenna foi aprovado para o tratamento de pacientes com câncer de mama metastático localmente avançado ou metastático HER2-negativo ou suspeito de HER2-negativo. Este medicamento da Pfizer é o quarto inibidor da PARP a ser aprovado nos Estados Unidos, e o segundo sancionado para o tratamento de pacientes com câncer de mama após o Lynparza (olaparibe), da AstraZeneca.

O Talzenna foi originalmente desenvolvido pela BioMarin e pela Medivation, e contribuiu proeminentemente para a decisão da Pfizer de adquirir a última empresa em 2016, por ​​US$ 14 bilhões.“Com a recente aprovação da FDA, a Pfizer entrou no campo do inibidor de PARP com um produto altamente competitivo, mas precisará continuar o desenvolvimento clínico de Talzenna em vários tipos de câncer e estratégias de combinação. para conseguir mais do que simples recompensa de seu investimento inicial”, comenta o analista farmacêutico da GlobalData, Paul Jeng.

Especialistas entrevistados pela GlobalData ficaram impressionados com os resultados clínicos que motivaram a aprovação da FDA, e enxergam o Talzenna, da Pfizer, como uma potencial droga para câncer de mama, a melhor em sua categoria, com base em seu regime oral altamente potente e em pílula única.

Fonte: GlobalData

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário