Pneumonia: o que é, causas, sintomas e melhor tratamento

A pneumonia é uma infecção que se instala nos pulmões e pode acometer a região dos alvéolos pulmonares onde desembocam as ramificações terminais dos brônquios

A pneumonia é a infecção que mais mata no mundo. Causada por bactérias ou vírus, ela é mais comum (e perigosa) em crianças, idosos e pessoas com doenças anteriores. Mas deve ser tratada com atenção por todos.

Os principais sintomas da doença são: febre alta, tosse, dor no tórax e alterações da pressão arterial.

Conheça mais sobre a doença, quais os seus tipos e sintomas abaixo! 

O que é pneumonia?

É uma infecção que se instala nos pulmões e pode acometer a região dos alvéolos pulmonares onde desembocam as ramificações terminais dos brônquios e, às vezes, os interstícios (espaço entre um alvéolo e outro). 

Quais os tipos?

Pneumonia viral

Os principais vírus causadores deste tipo da patologia são os que causam resfriados e gripes, como o Influenza do tipo A, B ou C, H1N1, H5N1 e o novo coronavírus, além de outros como vírus parainfluenza, vírus sincicial respiratório e adenovírus.

Gripe, resfriados, alergia e coronavírus: conheça as diferenças e saiba como se proteger 

Pneumonia bacteriana

Nesse caso, o agente causador mais comum é o Streptococcus pneumoniae, também conhecido por pneumococo, responsável por 30% a 70% dos casos. Já as bactérias atípicas, como micoplasma, clamídea e legionela representam 8% a 48% dos casos, enquanto as infecções mistas, que envolvem mais de uma espécie de bactéria, são relatadas em até 38% dos pacientes.

Quais as causas?

A pneumonia é provocada pela penetração de um agente infeccioso ou irritante (bactérias, vírus, fungos e por reações alérgicas) no espaço alveolar, onde ocorre a troca gasosa. Esse local deve estar sempre muito limpo, livre de substâncias que possam impedir o contato do ar com o sangue. Contudo, os agentes infecciosos da pneumonia, diferente do vírus da gripe, não costumam ser transmitidos facilmente.

pneumonia sintomas

Resistência microbiana: saiba o que é e como evitar

Quais os sintomas da pneumonia?

Os principais sintomas da doença são:

  • Febre alta.
  • Tosse.
  • Dor no tórax.
  • Alterações da pressão arterial.
  • Confusão mental.
  • Mal-estar generalizado.
  • Falta de ar.
  • Secreção de muco purulento de cor amarelada ou esverdeada.
  • Toxemia (danos provocados pelas toxinas carregadas pelo sangue).
  • Prostração (fraqueza).

Como saber se é gripe ou pneumonia? 

Apesar dos sintomas das duas doenças serem parecidos, como febre acima de 38°C, tosse, catarro, dores pelo corpo e mal-estar generalizado, a principal diferença está na duração dos sintomas. Ou seja, se quaisquer dos sintomas passar de três ou quadro dias, um médico deve ser consultado, pois aumentam as chances de ser pneumonia. 

Parceria entre farmacêuticas aumenta alcance de exame para pacientes com câncer de pulmão 

Quais as diferenças entre a pneumonia bacteriana e viral? Como distingui-las?

Como os sintomas são os mesmos, além da avaliação médica, são necessários exames de sangue, radiografia de tórax e até a coleta de escarro para a identificação do agente causador.

Quais os fatores de risco para a doença?

Para se proteger da pneumonia é importante não fumar, pois o fumo provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos. Além disso, o álcool interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório.

Também deve ter cuidado com:

  • Ar-condicionado: deixa a umidade do bar muito baixa, facilitando a infecção por vírus e bactérias;
  • Resfriados mal cuidados;
  • Mudanças bruscas de temperatura. 

tosse é pneumonia?

Saiba como evitar a gripe de verão

Como fazer o diagnóstico da pneumonia?

O diagnóstico é realizado por meio da radiografia de tórax, aliada à anamnese e ao exame físico, que ajudam na confirmação da suspeita e avaliação da extensão das lesões causadas pela pneumonia. 

Em alguns casos, a tomografia de tórax é uma alternativa nos casos em que a radiografia de tórax tem menor acurácia, como em pacientes obesos, bem como imunossuprimidos ou com alterações radiológicas prévias. 

Qual o melhor tratamento?

O tratamento das pneumonias é feito com antibióticos e a melhora costuma ocorrer em três ou quatro dias. Atualmente, amoxicilina, azitromicina e claritromicina são os medicamentos mais recomendados no tratamento das pneumonias que comprometem pessoas previamente saudáveis. Geralmente, quando a pneumonia é causada por vírus, o tratamento inclui apenas antitérmicos e analgésicos para aliviar os sintomas, podendo ser necessários medicamentos antivirais nas formas graves da doença.

A internação hospitalar é necessária quando o paciente é idoso, tem febre alta ou apresenta alterações clínicas decorrentes da própria doença, como: comprometimento da função dos rins e da pressão arterial, dificuldade respiratória caracterizada pela baixa oxigenação do sangue porque o alvéolo está cheio de secreção e não funciona para a troca de gases.

Existe vacina para a pneumonia?

Sim, a vacina Pneumocócica 23-valente. Ela protege contra doenças graves causadas pela bactéria pneumococo, como as pneumonias, meningites e outras. A vacina pode ser administrada em crianças a partir dos dois anos de idade e adultos.

Ela está disponível gratuitamente nos Centros de Imunobiológicos Especiais (CRIEs) e é indicada para pacientes com condições específicas, como infecção pelo HIV, doença pulmonar ou cardiovascular crônica grave, insuficiência renal crônica, síndrome nefrótica, diabetes mellitus insulinodependente, bem como cirrose hepática e pacientes com imunodeficiências, entre outros.

Imunidade: sistema de defesa do organismo 

pneumonia

O que fazer quando está com pneumonia?

No caso do diagnóstico da pneumonia, o paciente deve ter alguns cuidados:

  • Tomar os fármacos nos horários e doses corretas;
  • Beber aproximadamente dois litros de água por dia;
  • Evitar usar medicamentos para a tosse que não foram indicados pelo médico;
  • Vestir roupa adequada à temperatura, evitando alterações bruscas. 

É possível estar com pneumonia e não ter febre?

Apesar da febre ser um dos principais sintomas da pneumonia, é possível que o acometido não apresente o sintoma – principalmente se o paciente for idoso.

7 principais patologias que acometem idosos 

Pneumonia tem cura?

Sim, por meio de tratamento em casa ou hospitalar e acompanhamento médico. Apesar disso, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), é a segunda doença respiratória mais comum no Brasil, sendo responsável por mais de 200 mil internações todos os anos no Sistema Único de Saúde (SUS). 

Conclusão

A pneumonia é uma infecção que se instala nos pulmões e pode acometer a região dos alvéolos pulmonares onde desembocam as ramificações terminais dos brônquios e, às vezes, os interstícios (espaço entre um alvéolo e outro). 

Sua ocorrência pode ser através de vírus ou bactérias e os principais sintomas são: febre alta, tosse, dor no tórax e alterações da pressão arterial.

O quadro de pneumonia deve ser acompanhado de um profissional, principalmente no caso de pessoas com fatores de risco. Ao sentir os sintomas por mais tempo do que uma gripe comum, não deixe de ir ao médico para realizar o tratamento com os medicamentos corretos! 

O papel dos farmacêuticos como agentes de saúde da comunidade 

Fontes:

Portal Fiocruz 

Portal Fiocruz 

Hospital São Matheus 1

Hospital São Matheus 2

Hospital Sírio Libanês

Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia

Ministério da Saúde 

 

Fonte: Guia da Farmácia

Fotos: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário