Prati-Donaduzzi avança com o canabidiol sintético

Empresa é autorizada a produzir insumos farmacêuticos ativos

A Prati-Donaduzzi investiu para estruturar uma unidade de produção de Insumos Farmacêuticos Ativos (IFA’s) em Toledo, Oeste do Paraná, e a estreia da indústria paranaense neste mercado será com um produto pioneiro no mundo, o canabidiol sintético. O produto, desenvolvido por uma equipe interna de pesquisadores, tem como principal vantagem seu alto grau de pureza, o que exclui inclusive a presença de tetrahidrocanabidiol (THC). Importante ressaltar que o THC, normalmente presente em elevadas quantidades nos extratos de cannabis, é uma substância psicoativa e pode causar dependência química.

O canabidiol de origem sintética será produzido a partir de substâncias químicas estruturalmente mais simples e comercialmente disponíveis, atendendo aos requisitos regulatórios para um insumo farmacêutico ativo tanto no Brasil, como no exterior. Será, portanto, um produto “grau farma”, conforme o jargão da indústria.

Planta habilitada

A inspeção de Condições Técnico-Operacionais (CTO) da planta, realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Vigilância Sanitária Estadual e Vigilância Sanitária Municipal, aconteceu em novembro de 2018. As instalações seguem as normas previstas na Resolução 69/2014 da Agência – que dispõe sobre as Boas Práticas de Fabricação de Insumos Farmacêuticos Ativos.

O objetivo da Prati-Donaduzzi é iniciar a produção industrial do canabidiol sintético e concluir o dossiê técnico do produto tão logo seja concedida a Autorização Especial (AE) para produção de insumos farmacêuticos ativos sujeitos a controle especial. A expectativa é que a publicação da AE no Diário Oficial da União ocorra ainda no primeiro trimestre de 2019. Para expandir o portfólio, a equipe de pesquisadores da Indústria já trabalha no desenvolvimento de mais dois IFA’s. No site www.specialita.ind.br é possível acessar mais detalhes sobre a unidade de Pesquisa e Desenvolvimento de Insumos Farmacêuticos Ativos.

Myalo, um medicamento composto por canabidiol

A entrada no novo mercado faz parte da estratégia da Prati-Donaduzzi que há cinco anos pesquisa e investe para lançar um medicamento à base de canabidiol – este produzido a partir do extrato purificado da planta. Com pesquisa iniciada em 2015, o Myalo® será indicado para o controle de crises de epilepsia refratária, grau mais crítico da doença, cuja incidência é mais comum em crianças.

Os estudos clínicos para registro do medicamento, realizados em parceria com o Hospital das Clínicas da USP – campus Ribeirão Preto-, têm demonstrado grande potencial terapêutico para o produto. Os ensaios clínicos realizados em voluntários saudáveis foram finalizados com sucesso e a fase final dos testes (Fase III) em 142 pacientes pediátricos com epilepsia refratária já está em andamento, com previsão de ser finalizada no segundo semestre de 2019, quando será submetido o pedido de registro do medicamento na Anvisa. Após aprovação, a autorização para lançamento e comercialização é concedida e o medicamento estará disponível aos pacientes.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação

Medicamentos terão reajuste de 4,33% em 2019

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário