Prati-Donaduzzi investirá em novos medicamentos e produtos para o tratamento de doenças do Sistema Nervoso Central

Empresa completa 28 anos e prevê diversificação e ampliação do portfólio

A indústria farmacêutica Prati-Donaduzzi, comemora hoje (03), 28 anos de atuação. Localizada em Toledo, Oeste do Paraná (PR), a empresa alcançou patamar de destaque no setor, e avança em tecnologia e inovação com foco na expansão de mercado para os próximos anos.

A Prati-Donaduzzi prevê, portanto, aumentar as possibilidades de tratamento, principalmente para doenças que acometem o Sistema Nervoso Central (SNC).

Dessa maneira, farmacêutica tem, portanto, como estratégia para 2022 diversificar seus produtos, investindo, então, em mudanças incrementais.

“Hoje, 95% dos medicamentos que produzimos são genéricos, porém, estamos investindo em novos produtos, como é o caso do Canabidiol Prati-Donaduzzi. Para 2022 e os anos seguintes, prevemos aumentar nosso portfólio, principalmente com o lançamento de medicamentos de marca”, destaca o diretor-presidente da Prati-Donaduzzi, Eder Fernando Maffissoni.

O diretor-presidente ressalta que os planos audaciosos da empresa para o futuro são possíveis pela base consolidada no passado.

E também a missão conjunta de levar saúde e bem-estar à população.

“Muitas mãos construíram essa história. Cada um dos nossos quase 5 mil colaboradores faz parte desta fórmula de sucesso”, reconhece.

Crescimento da Prati-Donaduzzi e foco no SNC

Atualmente, a indústria possui um portfólio com 450 apresentações disponíveis, então, para comercialização.

A ampliação está pautada em lançamentos para enfermidades como por exemplo:

Epilepsia, Parkinson, Alzheimer, ansiedade, depressão, dor neuropática, esquizofrenia, autismo, bipolaridade e insônia.

“Nossa nova estratégia de crescimento está calcada em investir na área de prescrição, com medicamentos para o Sistema Nervoso Central. Estamos buscando desenvolver produtos de inovação incremental para esse setor. Nosso portfólio para SNC já é bem amplo e, com os lançamentos, chegaremos a cerca de 20 produtos destinados a essas classes terapêuticas”, destaca Maffissoni.

Para os próximos anos, além de continuar nono mercado de genéricos, a empresa tem a ambição de, num curto espaço de tempo, de se tornar referência na categoria de SNC.

Ampliação

Além dos investimentos em produtos, a empresa também avança em crescimento físico.

A companhia está com obras avançadas de uma nova unidade produtiva de alta tecnologia, alocada, portanto, em sua sede, prevista, então, para operar em 2023.

Com a expansão, a Prati-Donaduzzi se tornará, dessa maneira, na maior produtora de comprimidos da América Latina.

A nova unidade, será destinada à produção de medicamentos sólidos (comprimidos).

A planta contará com quase 11.000 m², espaço equivalente a quase 1,5 campo de futebol.

Com mais esta planta, a capacidade produtiva da farmacêutica paranaense será, então, de 17 bilhões de doses ao ano, o que certamente representará um incremento de 40%.

A farmacêutica também atua na modernização das atuais plantas, e investe em Pesquisa & Inovação.

No próximo ano, a indústria lançará em parceria com a USP Ribeirão Preto, o Centro de Pesquisas em canabinoides, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP).

A saber, o local será, portanto, destinado para pesquisa e desenvolvimento de medicamentos contendo canabinoides.

Fonte e foto: Prati-Donaduzzi

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário