Prefeitura de SP inicia a vacinação contra a Covid de farmacêuticos e profissionais da saúde acima de 18 anos

Também passam a receber o imunizante estagiários e estudantes dos últimos anos de cursos relacionados à área da saúde

Começou nesta sexta-feira (28) na capital paulista a vacinação contra o coronavírus para farmacêuticos,  pessoas com mais de 40 anos que tenham comorbidades e profissionais de saúde autônomos com 18 anos ou mais.

Também receberão a imunização estagiários e também estudantes dos últimos anos dos cursos da área da saúde, como por exemplo medicina e enfermagem.

Para a vacinação, a partir desta sexta será exigido, então, comprovante de residência no município. 

Dessa maneira, a ação tem como objetivo garantir que as doses sejam destinadas aos moradores da capital.

“A partir de amanhã [sexta, 28], todas as nossas 486 UBS, os nossos 20 drives, os nossos 10 mega postos, que a partir de amanhã começam mais dois, hoje são 8, amanhã serão 10, ou seja, todos os locais de vacinação passam a exigir o comprovante de residência”, salientou, então, o prefeito da cidade, Ricardo Nunes.

Dessa maneira, os profissionais de saúde da linha de frente contra a Covid-19 começaram, então, a ser vacinados na cidade de São Paulo em janeiro deste ano.

Contudo,  a lista para os profissionais autônomos vem sendo ampliada aos poucos, conforme a disponibilização de novas doses.

A cidade começa a vacinar nesta sexta (28) alunos do último ano do curso da área de saúde, além das pessoas com mais de 40 anos com comorbidades.

E também de profissionais de saúde com mais de 18 anos que estejam, portanto, dentro dos critérios estabelecidos pelo Programa Nacional de Imunização (PNI).

A saber, no caso dos estagiários, por exemplo, será necessário apresentar um atestado da faculdade e o comprovante de residência.

Lista de trabalhadores da saúde que podem ser vacinados:

  • médicos
  • enfermeiros/técnicos auxiliares
  • nutricionistas
  • fisioterapeutas/terapeutas ocupacionais
  • biólogos
  • biomédicos
  • técnicos de laboratório que façam coleta de RT-PCR SARS-CoV2 e análise de amostra de Covid-19
  • farmacêuticos
  • técnicos de farmácia
  • odontólogos
  • auxiliares de saúde bucal
  • técnicos de saúde bucal
  • fonoaudiólogos
  • psicólogos
  • assistentes sociais
  • profissionais de educação física
  • médicos veterinários

 

A capital possui atualmente 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS), 76 drive-thrus em UBSs, 17 Serviços de Atenção Especializada (SAE), 3 Centros-Escolas e 83 postos volantes que realizam, então, a vacinação.

Unidades Básicas de Saúde (UBS)

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário