fbpx

Prescrição médica eletrônica em regulamentação pelo CFF

A prescrição médica eletrônica auxiliará na redução dos erros ocorridos na compra dos medicamentos e durante o tratamento, garantindo mais segurança ao paciente e ao farmacêutico

A prescrição médica eletrônica pode trazer benefícios e informações completas para os pacientes, diretamente em seus telefones celulares. Após uma consulta, o paciente pode receber a prescrição, o carimbo, número do Conselho Regional de Medicina (CRM) e nome do médico.

Esta tecnologia vem para diminuir erros cometidos na hora em que o paciente chega a farmácia. Nesse momento, o balconista ou farmacêutico precisa identificar claramente o que está escrito na receita. Afinal, estudos da empresa de pesquisas britânica voltada à área da saúde e tecnologia, Klas, comprovam que 68% dos erros relacionados à medicação ocorrem pela incompreensão da grafia prescrita no receituário.

Veja Mais

Esse é apenas um dos problemas que podem ocorrer desde a ida do paciente ao médico até o início do tratamento. Sendo assim, a tecnologia vem como solução para reduzir alguns desses erros e dúvidas. Além disso, traz mais segurança ao paciente e ao profissional.

Ademais, com a prescrição médica eletrônica também ficarão disponíveis ao paciente e ao farmacêutico, referências de medicamentos que se aplicam a cada caso clínico, composição e posologias. Até mesmo o histórico das prescrições anteriores.

Contudo, a prescrição médica eletrônica ainda está sendo regulamentada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF).

Opinião da população sobre a prescrição médica eletrônica

Um levantamento foi realizado pelo Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico com mais de duas mil pessoas em 129 cidades do País. O levantamento mostrou que sete em cada dez pessoas desejam a receita eletrônica.

Porém, a adoção da prescrição eletrônica ainda é incipiente no Brasil. Desta forma, é importante a compreensão de que o momento da prescrição é crucial para o sucesso do tratamento. Afinal, a maneira como a receita do medicamento é gerada pode impactar, tanto negativa como positivamente.

Foto: Shutterstock
Fonte: Ricardo Moraes

Prescrição médica digital e farmácias: esta relação pode dar certo?

1 comentário

  1. Avatar
    Humberto Ribeiro Nicolau em

    Sem dúvida nenhuma a tecnologia está presente em nossas vidas e se usada de maneira que possa possibilitar menos burocracia e/ou menos erros, será sempre bem vinda!!!! Mas os médicos tem ciência de que é necessário prescrever de firma legível!!!
    Atualmente com tanta facilidade eletrônica, porquê não se cria uma “lei” que as receitas devam ser impressas e depois carimbada, comprovando sua autenticidade!! Entretanto a receita de forma eletrônica pode ser que seja mais fácil de burlar o sistema. Acredito eu!!!

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: