Cremesp aciona médicos com prescrições ilegíveis

Farmacêuticos podem encaminhar receitas com estes problemas para o CRF-SP

A iniciativa do Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP) em criar uma área no portal especialmente para receber as prescrições ilegíveis já tem mostrado bons resultados. Após a entidade começar a encaminhar ao Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) as prescrições ilegíveis, a entidade informa que já foram assinados 11 Termos de Ajustamento de Conduta com médicos e instaurados dois processos éticos.

Para o presidente do CRF-SP, Dr. Marcos Machado, a parceria e iniciativa do Cremesp foram muito importantes para a obtenção dos primeiros resultados. “Aproveito para agradecer, publicamente, ao presidente do Cremesp, Dr. Mario Jorge Tsuchiya, pela acolhida e pelas ações realizadas pela instituição. Mais do que os farmacêuticos, a prescrição legível ajuda os pacientes, que receberão o medicamento correto, na dose exata e no momento necessário, sem atrasos ou outros percalços. De nossa parte, fica registrado esse agradecimento e a expectativa de continuidade nas ações”.

Para enviar uma prescrição ilegível, o farmacêutico deve preencher um formulário no portal do CRF-SP (www.farmaceuticosp.com.br/prescricoesilegiveis/), digitalizar ou fotografar a prescrição, e efetuar o upload. Após o recebimento, o CRF-SP encaminhará as informações ao Conselho Regional pertinente para que, em parceria, e por meio dos dados obtidos, sejam promovidas ações educativas e preventivas junto aos profissionais de saúde, e para a população em geral. O CRF-SP ressalta que será mantido o sigilo sobre o reclamante e que este encaminhamento não tem o caráter de denúncia.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Panvel inicia aplicação de vacina contra a gripe

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário