Probióticos: como essas bactérias agem no seu intestino?

A relação entre o consumo de probióticos e a saúde do intestino tem sido cada vez mais estudada por cientistas e médicos

Os probióticos são microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, proporcionam benefícios à saúde das pessoas, com a melhora do equilíbrio intestinal e a proliferação de bactérias boas no intestino. Os probióticos podem ser encontrados em alimentos industrializados, como leites fermentados, ou suplementos alimentares.

Estudos sugerem que há mais de 100 trilhões de bactérias presentes no intestino de um ser humano adulto. O gerente médico da unidade de Consumer Health da Hypera Pharma, Dr. Abrão Abuhab, explica que a microbiota, também conhecida como flora intestinal, começa a se formar logo após o parto. “No primeiro momento, depende de fatores como tipo de parto, aleitamento materno, e interação com o novo mundo fora da barriga da mãe. Mas, posteriormente, será influenciada também pelos hábitos alimentares, atividade física, uso medicações ao longo da vida, entre outras variantes”, acrescenta.

Benefícios dos probióticos

O interesse da população na manutenção da saúde e cuidados pessoais tornou o assunto mais relevante nos últimos anos. Uma busca por ensaios clínicos em humanos no PubMed mostra que foram publicados mais de mil ensaios sobre probióticos. A partir dos estudos, inúmeras bactérias, de cepas distintas, com propriedades diferentes foram identificadas.

“Algumas bactérias têm propriedades singulares que podem explicar sua influência em atividades neurológicas, imunológicas e antimicrobianas, mas estas também podem ser comuns a famílias de bactérias (de diferentes cepas). Como, por exemplo, a capacidade de colonizar e equilibrar a flora do intestino, melhorando a saúde do aparelho digestivo”, exemplifica Abrão.

Acredita-se que uma maior proporção de bifidobactérias e lactobacilos indica uma composição microbiana mais “saudável”. Uma vez ingeridos, os probióticos podem ajudar no metabolismo de nutrientes e auxiliar na proteção do intestino contra as bactérias ditas “ruins” devido sua patogenicidade e produção de toxinas. Por serem microorganismos vivos, os probióticos precisam ter condições de armazenamento adequadas e devem ter fórmulas testadas e comprovadas.

Foto: Shutterstock

Fonte: Tamarine Probium

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário