Procura por antigripais aumenta 97% em um ano

Considerando apenas janeiro de 2022 ante janeiro de 2021, o avanço registrado foi de 94%

Levantamento feito pela InterPlayers, o hub de negócios da saúde e bem-estar, mostra que houve aumento médio de 97% na procura de antigripais no período de fevereiro/2021 a janeiro/2022 em comparação com os 12 meses imediatamente anteriores.
Considerando apenas janeiro de 2022 ante janeiro de 2021, o avanço registrado foi de 94%.
Todas as regiões tiveram aumento, sendo o estado de Santa Catarina, que na variação móvel (12 meses) foi o que mais contribuiu, com procura 167% maior.
Ainda de acordo com a pesquisa da InterPlayers, baseada em números do próprio banco de dados, a maior contribuição vem do estado de Santa Catarina, que na variação móvel (12 meses) apresentou procura 167% maior. O mesmo aconteceu em Paraná e São Paulo.
O primeiro registrou variação anual de 137% e o segundo, 122%.

Condição para a mudança

“Entre os fatores que influenciaram essa elevação, podemos listar o avanço de casos de Covid-19 ocorrido no 1° semestre de 2021 e também o surto de infecções por H3N2, iniciada em novembro do ano passado e que se estendeu até o mês de fevereiro. Situação atípica, pois os casos de gripe são mais comuns durante o inverno?, comenta o gerente de Inteligência Comercial, da InterPlayers, Ilo Souza.
De acordo com informações do Instituto Butantan, casos de infecção pelo H3N2, um subtipo do vírus influenza A, espalharam-se pelo Brasil e se tornaram epidêmicos em vários estados, com aumento, inclusive, no número de hospitalizações.
A instituição confirma que a baixa cobertura vacinal pode ter sido um dos motivos para o fenômeno fora de época.
O objetivo da campanha de vacinação, entre abril e setembro, era atingir 90% do público-alvo.
No entanto, apenas 72,1% procuraram os postos para receber a imunização.
A nova campanha de vacinação disponível no sistema único de saúde conta com a Influenza trivalente contra cepas H1N1, H3N2 e tipo 2, produzida pelo Butantan.

Demanda por antigripais

Crescimento comparando janeiro/21 com janeiro/22 (YTD: Acumulado do ano até no mês corrente): 94%.
Crescimento nos últimos 12 meses, comparado ao mesmo período no ano anterior (Variação móvel): 97%.
Procura por antigripais aumenta 97% em um ano.
Esse é o índice registrado pela InterPlayers no período de fevereiro/2021 a janeiro/2022 em comparação com os 12 meses imediatamente anteriores

Gripe

A procura por antigripais apresentou crescimento impressionante. Levantamento feito pela InterPlayers, mostra que, de fevereiro/2021 a janeiro/2022 a venda de remédios para combater gripes e resfriados cresceu, em média, 97% na comparação com os 12 meses imediatamente anteriores, ou seja, fevereiro/2020 a janeiro/2021.
Considerando apenas janeiro de 2022 ante janeiro de 2021, o avanço registrado foi de 94%.
Ainda de acordo com a pesquisa da InterPlayers, a maior contribuição vem do estado de Santa Catarina, que na variação móvel (12 meses) apresentou procura 167% maior.
A saber, o mesmo aconteceu em Paraná e São Paulo. O primeiro registrou variação anual de 137% e o segundo, 122%.
“Entre os fatores que influenciaram essa elevação, podemos listar o avanço de casos de Covid-19 ocorrido no 1° semestre de 2021 e também o surto de infecções por H3N2, iniciada em novembro do ano passado e que se estendeu até o mês de fevereiro. Situação atípica, pois os casos de gripe são mais comuns durante o inverno?, comenta Ilo Souza, Gerente de Inteligência Comercial, da InterPlayers.
Portanto, de acordo com informações do Instituto Butantan, casos de infecção pelo H3N2, um subtipo do vírus influenza A, espalharam-se pelo Brasil e se tornaram epidêmicos em vários estados, com aumento, inclusive, no número de hospitalizações.

Cobertura vacinal

A instituição confirma que a baixa cobertura vacinal pode ter sido um dos motivos para o fenômeno fora de época.
O objetivo da campanha de vacinação, entre abril e setembro, era atingir 90% do público-alvo. Mas apenas 72,1% procuraram os postos para receber a imunização.
A nova campanha de vacinação disponível no sistema único de saúde conta com a Influenza trivalente contra cepas H1N1, H3N2 e tipo 2, produzida pelo Butantan.
Crescimento comparando janeiro/21 com janeiro/22 (YTD: Acumulado do ano até no mês corrente): 94%.
Crescimento nos últimos 12 meses, comparado ao mesmo período no ano anterior (Variação móvel): 97%.
Fonte: aboutFarma
Foto: Shutterstock
Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário