fbpx

Raia Drogasil adota novas ferramentas de Suply Chain

A tecnologia estará implantada em todos os centros de distribuição da Raia Drogasil até o final do mês. Padronizar as operações é um dos objetivos

A Raia Drogasil, a sétima maior varejista do País, implementou o sistema Warehouse Management System (WMS), com o auxílio da Manhattan Associates, para melhorar sua área de Suply Chain.

“Nosso objetivo era implementar o WMS nas operações para garantir uma alta disponibilidade da operação, integração entre processos, com a capacidade de atender o nosso e-commerce junto com a operação de abastecimento das lojas físicas, bem como realizar a gestão contínua de recursos garantindo um aumento na produtividade do time operacional”, contou o diretor de Supply Chain da Raia Drogasil, Erivelton Marcos de Oliveira.

Área de Suply Chain

A área de Suply Chain realiza, assim, a gestão da disponibilidade de produtos em prateleira, seja ela física ou digital.

Além disso, garante o acesso trazendo o produto desde o consumidor até as prateleiras ou até a casa do consumidor.

O desafio era substituir dois sistemas existentes sem interromper o abastecimento das lojas, utilizar a equipe de projetos da Manhattan em três implementações e conduzir demais implementações com equipe própria, bem como fazer o rollout da solução no menor tempo possível”, explicou Oliveira.

A tecnologia, que começou a ser implementada em novembro de 2016, estará implantada em todos os centros de distribuição (CD) da Raia Drogasil, até o final do mês.

De acordo com Oliveira, até o momento já foram diversos ganhos:

  • Redução significativa no tempo do ciclo de recebimento de mercadorias (redução de mais de 30% no tempo total).
  • Implementações realizadas sem interrupção, sendo feitas, portanto, com a equipe própria, em nove CDs e sete e-commerces.
  • Aumento na acuracidade dos estoques.
  • Rastreabilidade no menor nível em todas as etapas do processo.
  • Maior controle de disponibilidade de mão de obra.

Para o futuro, o executivo afirma que os objetivos são:

  • Centralizar a gestão dos processos na torre de controle, acelerando a padronização das operações, gerando mais conhecimento através da utilização de advanced analytics, para que os gestores dos CDs possam tomar decisões mais rápidas e assertivas.
  • Finalizar o rollout do slotting para todos os CDs, garantindo um processo de rebalanceamento das linhas de separação de forma contínua e eficiente.
  • Implantar o labor em todos os processos dos CDs, criando um sistema de incentivo e reconhecimento de forma justa e eficiente, trazendo ganhos de produtividade.

Atendimentos

Em 2019 a Raia Drogasil realizou mais de 250 milhões de atendimentos.

Hoje tem, contudo, uma base de clientes ativos, que fizeram pelo menos uma compra nos últimos 12 meses, de mais de 36 milhões de pessoas.

Além disso, a rede conta com mais de 2.100 lojas espalhadas pelo Brasil, 11 centros de distribuição e mais de 40 mil funcionários.

 

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Manhattan Exchange Connet / Divulgação    

Deixe um comentário