EUA autorizam reforço de vacina da Pfizer contra Covid para adolescentes de 12 a 15 anos

Agência também autorizou uma dose adicional em crianças de 5 a 11 anos imunossuprimidas

A Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) autorizou, nesta segunda-feira (3), a aplicação de uma dose de reforço da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech em adolescentes de 12 a 15 anos, e reduziu para todas as faixas etárias o intervalo do reforço de 6 para 5 meses após o esquema inicial de imunização.

A agência também autorizou uma dose de reforço, que é a terceira do esquema vacinal da Pfizer, em crianças de 5 a 11 anos imunocomprometidas.

A FDA disse que revisou os dados e evidências divulgados sobre a segurança das doses de reforço fornecidas pelo Ministério da Saúde de Israel, incluindo dados de mais de 6.300 adolescentes de 12 a 15 anos de idade que receberam a dose da Pfizer.

Os casos globais de Covid-19 estão aumentando devido à variante ômicron e as autoridades de saúde alertaram que sua transmissibilidade extremamente alta pode sobrecarregar muitos sistemas de saúde.

Testes de laboratório mostraram que duas doses das vacinas da Pfizer/BioNTech geram respostas imunológicas baixas contra a ômicron, mas as doses de reforço parecem proteger contra a variante.

Queiroga diz que vacinação de crianças contra Covid pode começar na primeira quinzena de janeiro

No Brasil

As doses de reforço no Brasil estão autorizadas para os maiores de 18 anos desde novembro. Essa dose adicional ainda não foi liberada para adolescentes.

O governo brasileiro também anunciou uma quarta dose da vacina contra a Covid-19 para imunossuprimidos – pessoas com baixa imunidade – em dezembro.

Já a vacinação para crianças de 5 a 11 anos ainda não começou no país. A Anvisa aprovou a vacina da Pfizer para esse público, mas o governo federal precisa comprar as doses. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (3) que as doses pediátricas devem chegar na segunda quinzena de janeiro.

Fonte: G1

Foto: Tobias Schwarz/AFP

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário