Regeneron para Covid-19 é autorizado de maneira emergencial nos EUA  

O Regeneron foi aprovado para uso emergencial após os Estados Unidos atingirem 255.800 mortos por Covid-19

A Agência Americana de Medicamentos (FDA) autorizou, no último dia 21, o uso emergencial do tratamento contra Covid-19 desenvolvido pela empresa de biotecnologia Regeneron nos EUA. O medicamento, que utiliza um coquetel de anticorpos sintéticos, foi usado pelo presidente americano Donald Trump, em outubro.

De acordo com a FDA, foi demonstrado que o tratamento com o REGEN-COV2, como foi chamada a droga, reduz hospitalizações relacionadas à Covid-19.

Assim como internações de emergência de pacientes com outras patologias que podem agravar o quadro da doença .

O remédio combina dois anticorpos fabricados em laboratório. “Autorizar terapias com anticorpos monoclonais poderia permitir a pacientes evitar hospitalizações e diminuir a pressão em nosso sistema de saúde”, explicou Stephen Hahn, da FDA.

Um dos maiores defensores do tratamento da Regeneron é o presidente Donald Trump, que usou o medicamento quando foi infectado pelo Coronavírus.

Os Estados Unidos são o país mais atingidos pela Covid-19, com 255.800 mortos. A epidemia está fora de controle e o número de novos casos diários e já ultrapassa os 12 milhões, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Fase inicial do Regeneron nos EUA

O presidente da Regeneron, Leonard Schleifer, garantiu que a decisão era “uma etapa importante na luta contra a Covid-19, porque os pacientes de alto risco nos Estados Unidos teriam acesso a uma terapia promissora no começo da infecção”.

Os anticorpos sintéticos do remédio imitam os produzidos pelo sistema imunitário após a contaminação por coronavírus, bloqueando a ponta do vírus que o permite de se prender às células humanas e penetrá-las..

O tratamento é considerado mais eficaz na fase inicial da infecção, quando os anticorpos ainda podem controlar o vírus invasor.

Já na segunda fase, portanto, quando o perigo não é mais o vírus, mas uma reação violenta do sistema imunitário que ataca os pulmões e outros órgãos, o medicamento se mostra menos efetivo.

O REGEN-COV2 é o segundo tratamento que usa anticorpos sintéticos a receber uma autorização para utilização emergencial da FDA.

Todavia, uma terapia semelhante desenvolvida pelo laboratório americano Eli Lilly obteve a permissão em 9 de novembro.

A Regeneron já assinou vários contratos com o governo americano, incluindo um de U$ 450 milhões, para fabricar doses em grande escala nos Estado.

Regeneron: entenda o medicamento usado por Trump 

Regeneron publica resultados positivos contra a Covid-19 

Fonte: UOL

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário