Roche apresenta Relatório de Sustentabilidade 2021

Documento relata a transformação organizacional ocorrida na empresa e destaca a pauta ambiental e a meta de reduzir seu impacto em 50% até 2029

Com 125 anos de atuação no mundo e 90 no Brasil, a Roche apresenta seu Relatório de Sustentabilidade 2021.

Sob o tema “Nossa contribuição para uma sociedade mais justa”, o documento reúne as estratégias, desafios e resultados do ano em todas as áreas em que a empresa atua, pautada pelo propósito de fazer agora o que os pacientes precisarão no futuro.

“O ano de 2021 começou com grande expectativa por conta do início da vacinação contra a Covid-19. Mas, junto com o imunizante, chegaram novas variantes da doença que nos fizeram colocar o pé no freio e continuar com as medidas preventivas”, relata o presidente da Roche Farma, Patrick Eckert, ainda afirmando que “esse contexto fortaleceu a ciência e mostrou a importância de contribuirmos para uma sociedade mais saudável, em todos os aspectos”.

A Roche foi reconhecida, pelo 13° ano consecutivo em 2021, como uma das companhias farmacêuticas mais sustentáveis do mundo pelo Índice Dow Jones de Sustentabilidade, comprovando, então, o seu comprometimento com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU).

Roche focada em ações de sustentabilidade

Destaque para o ODS3, que visa garantir a saúde e o bem-estar de todos – tema que compõe a Agenda 2030, ao lado da erradicação da pobreza, acesso ao saneamento, à educação, à água e integridade nos negócios. 

Além de informar a vasta gama de iniciativas realizadas em prol da melhoria ao acesso à saúde à população brasileira, um dos destaques do Relatório de Sustentabilidade é o capítulo “Meio ambiente e comunidades”, que relata as principais iniciativas da empresa, o uso de tecnologias e soluções para reduzir o impacto ambiental de suas operações no Brasil.

“A Roche entende que o conceito de saúde vai além da ausência de doença, ela está relacionada ao bem-estar físico, mental e social das pessoas e ao meio onde vivemos”, afirma Eckert. Por isso, a empresa incentiva toda sua cadeia produtiva a incorporar as melhores práticas corporativas, com destaque para a gestão de emissões, resíduos, utilização da água e da energia.

Desempenho ambiental 

Uma das principais pautas ambientais de 2021 e que promete se estender nos próximos anos é a emissão de gases de efeito estufa e seus efeitos nas mudanças climáticas do planeta.

Até 2029, a Roche tem como meta global reduzir pela metade o seu impacto ambiental total. Para que possa atingir esse objetivo, a empresa adotou em sua nova sede administrativa — a Torre Sigma — um sistema de ar-condicionado totalmente limpo, que utiliza o propano, um gás 100% natural, que já está em uso, com êxito nas unidades fabris e atende aos padrões globais de sustentabilidade do Grupo Roche e em cumprimento à Emenda de Kigali.

Já na fábrica, a utilização de filtros HEPA reduziu em mais de 99% a emissão de partículas no ar.

Outras reduções significativas foram: 71,5% provenientes das frotas de carros usados pela empresa com o uso de diesel e gasolina; 60,2% da eletricidade, 82,1% do combustível usado nas atividades da companhia e 77,3% da destinação de resíduos não perigosos para aterros.

Resíduos

Por lidar com resíduos contaminantes, a Roche conta com uma estratégia de logística reversa nas instituições de saúde para o recolhimento dos produtos vencidos para que sejam destinados à incineração, como é exigido pelos órgãos reguladores. Já os resíduos que resultam da distribuição de medicamentos são encaminhados à unidade de Anápolis para que sejam descartados da maneira correta.

Outra prática, adotada em 2021, foi a opção de clientes (hospitais, clínicas e outras instituições de saúde) devolverem embalagens no ato da entrega ou na próxima visita. Dessa maneira, as placas de gelo utilizadas para conservar a temperatura dos produtos são reutilizadas no transporte e os demais resíduos, como papelão, isopor e plástico são destinados a cooperativas parceiras. O projeto atingiu 20% de sua capacidade no ano, gerando reutilização de 8,7 t de plástico HDPE e 41,4 mil l de água das placas, além da doação de 4,8t de papelão e 5,7 t de isopor.

Na sede administrativa, a Roche tem promovido a reciclagem de itens utilizados em eventos presenciais e atuado juntamente a seus fornecedores e colaboradores para manter seu compromisso de evitar o uso de produtos descartáveis ou fazer impressões desnecessárias, privilegiando a utilização de uma plataforma online para a tramitação de documentos.

Antes, a área de licitações, por exemplo, imprimia uma média de 1 mil folhas por dia.

Processos digitais

Hoje, 95% dos processos já acontecem de forma digital, resultando em redução de resíduos, de economia de recursos, de otimização de tempo e, consequentemente, da diminuição da emissão de carbono.

Ainda em relação ao tema, ciente de sua responsabilidade para com a sociedade, a Roche será uma das apoiadoras da Bienal do Lixo 2022 e estará presente no painel de discussões idealizado pelo Fórum Internacional de Resíduos Sólidos, levando informações para conscientizar a população sobre a importância do descarte correto de medicamentos.

Um recurso escasso, mas extremamente essencial, a Roche prioriza o uso eficiente da água, como seu tratamento e reuso na jardinagem, sanitários e torre de resfriamento.

Já os efluentes industriais e sanitários gerados em suas atividades são conduzidos para um sistema onde recebe tratamento químico e biológico e enviado ao corpo receptor.

Energia

 A Roche monitora o consumo de energia e o uso de recursos renováveis e não renováveis tanto na sede administrativa quanto na fábrica, estabelecendo metas de redução na utilização de energia elétrica e de gás natural.

Para assegurar de que está no caminho certo, a companhia conta com uma gestão ambiental que acompanha os indicadores relacionados a recursos hídricos, geração e descarte correto de resíduos e consumo de energia e tem metas estabelecidas globalmente.

Além disso, a fábrica passa por auditorias externas duas vezes por ano e faz a manutenção da certificação ISO 14.001.

“Com todas essas práticas somadas às outras iniciativas da Roche, queremos garantir também a saúde do nosso planeta, fazendo agora o que ele precisará no futuro”, conclui o executivo.

Fonte: Roche

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário