fbpx

Rotulagem nutricional: prazo para votação vai até dia 9 de dezembro

A sinalização em triângulos, que possui eficácia comprovada, é a nova proposta para a rotulagem nutricional

A consulta pública sobre rotulagem nutricional da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai até 9 de dezembro deste ano. Através dela, cidadãos comuns e especialistas podem opinar sobre o formato dos sinais de advertência para os produtos com alto teor de sal, gordura saturada e açúcar. “Sempre que houver uma oportunidade de opinar, mesmo que seja uma opinião simplificada, é importante, pois a união faz a força”. Assim, declara a endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP), Dra. Maria Edna de Melo.

A Anvisa sugere o formato lupa. Entretanto, a eficiência da identificação com o uso dos triângulos foi mostrada em trabalhos científicos. Os trabalhos testaram entre 1.607 adultos brasileiros se os rótulos de advertência em triângulos (warning labels – WLs) melhoraram a compreensão, as percepções e intenções de compra comparadas aos rótulos de semáforos (traffic-light labels – TLLs).

Os participantes do experimento controlado randomizado on-line viram imagens de dez produtos e responderam perguntas duas vezes. Uma vez em uma condição de controle sem rótulo e, em seguida, de forma aleatória em uma condição de rótulo atribuído.

Rotulagem nutricional

As diferenças relativas nas respostas entre WLs e TLLs entre controle e as condições do rótulo foram estimadas usando análise de variância (ANOVA) de uma via ou testes de qui-quadrado.

Como resultado, os rótulos de advertência em triângulos em produtos comparados a rótulos de semáforos ajudaram os participantes a: (i) melhorar sua compreensão do excesso de nutrientes (27,0% versus 8,2%, p < 0,001); (ii) melhorar sua capacidade de identificar os produtos mais saudáveis (24,6% versus 3,3%, p < 0,001); (iii) diminuir as percepções de produto saudável; (iv) identificar corretamente produtos mais saudáveis (14,0% versus 6,9%, p < 0,001), em relação à condição de controle.

“O rótulo da embalagem de um alimento pode estimular ou inibir a compra”, declara a endocrinologista. Com os rótulos de advertência em triângulos, houve também um aumento no percentual de pessoas: (v) expressando a intenção de comprar a opção relativamente mais saudável (16,1% versus 9,8%, p < 0,001); (vi) optando por não comprar qualquer produto (13,0% versus 2,9%, p < 0,001), em relação à condição de controle.

“Esses participantes demonstraram opiniões significativamente mais favoráveis dos rótulos em comparação com as do grupo do rótulo de semáforos. Assim, a partir dessa análise, conclui-se que a rotulagem de advertência em formato triangular é mais eficaz na melhoria da escolha alimentar, em comparação com o formato em semáforos”, explica a Dra. Maria Edna.

Leia também: Anvisa aprova regra que exige informação sobre lactose em rótulos

Foto: Shutterstock
Fonte: SBEM-SP

Deixe um comentário