fbpx

Sanofi e GSK unem forças em colaboração inédita de vacinas para combater a COVID-19

Empresas combinam tecnologias inovadoras para desenvolver uma vacina adjuvante para a COVID-19

A Sanofi e a GSK anunciaram hoje (16/04) a assinatura de um acordo para a colaboração no desenvolvimento de uma vacina adjuvante para a COVID-19, usando tecnologia inovadora de ambas as empresas, para apoiar no combate a pandemia.

A Sanofi contribuirá com o antígeno COVID-19 da proteína S, que é baseado na tecnologia de DNA recombinante. Essa tecnologia produziu uma correspondência genética exata com as proteínas encontradas na superfície do vírus, e a sequência de DNA que codifica esse antígeno foi combinada no DNA da plataforma de expressão do baculovírus, a base do produto influenza recombinante licenciado pela Sanofi nos EUA.

A GSK contribuirá com sua comprovada tecnologia adjuvante pandêmica. O uso de um adjuvante pode ser de particular importância em uma situação de pandemia, pois pode reduzir a quantidade de proteína da vacina necessária por dose, permitindo que mais doses de vacina sejam produzidas e, portanto, contribuindo para proteger mais pessoas.

Paul Hudson, CEO da Sanofi, disse: “Enquanto o mundo enfrenta essa crise global de saúde sem precedentes, fica claro que nenhuma empresa pode enfrentar isso sozinha. É por isso que a Sanofi continua a complementar sua experiência e recursos com nossos colegas, como a GSK, com o objetivo de criar e fornecer quantidades suficientes de vacinas que ajudarão a interromper esse vírus”.

Emma Walmsley, CEO da GSK, disse: “Essa colaboração reúne duas das maiores empresas de vacinas do mundo. Ao combinar nossa ciência e tecnologias, acreditamos que podemos ajudar a acelerar o esforço global para desenvolver uma vacina para proteger o maior número possível de pessoas da COVID-19”.

Sanofi e GSK contra a Covid-19

A combinação de um antígeno à base de proteínas e um adjuvante está bem estabelecida e utilizada em várias vacinas disponíveis atualmente. Um adjuvante é adicionado a algumas vacinas para melhorar a resposta imune. Ele demonstrou criar uma imunidade mais forte e duradoura contra infecções do que apenas a vacina. Também pode aumentar a probabilidade de fornecer uma vacina eficaz que possa ser fabricada em larga escala.

As empresas planejam iniciar os ensaios clínicos de fase I no segundo semestre de 2020 e, se bem-sucedidas e sujeitas a considerações regulatórias, pretendem concluir o desenvolvimento necessário para a disponibilidade até o segundo semestre de 2021.

Conforme anunciado anteriormente pela Sanofi, o desenvolvimento da vacina COVID-19 baseada em recombinante está sendo apoiado por meio de financiamento e uma colaboração com a Autoridade Biomédica de Pesquisa e Desenvolvimento Avançado (BARDA), nos EUA. As empresas planejam discutir o apoio ao financiamento com outros governos e instituições globais, priorizando o acesso global.

O diretor da BARDA, Rick A. Bright, Ph.D., disse: “Alianças estratégicas entre os líderes da indústria de vacinas são essenciais para disponibilizar uma vacina contra o Coronavírus o mais rápido possível. O desenvolvimento do candidato a vacina COVID-19 recombinante adjuvante tem o potencial de diminuir a dose da vacina para fornecê-la ao maior número de pessoas para acabar com essa pandemia e ajudar o mundo a se preparar melhor ou até evitar futuros surtos de Coronavírus”.

As empresas criaram uma Força-Tarefa de Colaboração Conjunta, co-presidida por David Loew, Chefe Global de Vacinas, da Sanofi, e Roger Connor, Presidente de Vacinas da GSK. A força-tarefa buscará mobilizar recursos de ambas as empresas para procurar todas as oportunidades para acelerar o desenvolvimento da vacina candidata.

Vacina para combater a pandemia

Considerando o extraordinário desafio humanitário e financeiro da pandemia, as duas empresas acreditam que o acesso global às vacinas COVID-19 é uma prioridade e estão comprometidas em tornar qualquer vacina desenvolvida por meio da colaboração acessível ao público e por mecanismos que ofereçam acesso justo a pessoas em todos os países.

Essa nova colaboração é um marco significativo nas contribuições contínuas da Sanofi e da GSK para ajudar a combater a COVID-19. As empresas firmaram um Contrato de Transferência de Material para permitir que trabalhem juntos imediatamente. Espera-se que os termos definitivos da colaboração sejam finalizados nas próximas semanas.

Foto: Shutterstock

Fonte: Sanofi e GSK

 

Não se automedique, consulte um profissional de saúde.

Deixe um comentário