Saúde confirma caso de reinfecção por nova cepa da Covid-19

Até o momento, no Brasil, foram confirmados três casos de reinfecção com linhagens já circulantes no país.

O Ministério da Saúde (MS) foi notificado no último dia 13/01, pelo estado do Amazonas, sobre caso confirmado de reinfecção por nova cepa variante do SARS-CoV-2.

No dia 12 de janeiro, a Fiocruz do estado do Amazonas identificou uma variante do coronavírus em uma mulher de 29 anos de idade, com sintomas leves da doença.

A mulher foi diagnosticada com a infecção, pela primeira vez, em 24/03/2020 e, em 30/12/2020, obteve o segundo diagnóstico positivo para Covid-19 por RT-PCR.

A segunda análise realizada mostrou um padrão de mutações, compatível com a variante do vírus SARS-CoV-2, identificada recentemente pelo Ministério da Saúde do Japão, mas de origem no Amazonas. 

A informação foi compartilhada, com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS) e com toda a Rede do Centro de Informações Estratégicas e Resposta em Vigilância em Saúde (Cievs).

Nova cepa da Covid-19

O MS recomendou, então, aos estados, Distrito Federal e municípios o contínuo fortalecimento das atividades de controle da Covid-19.

Como a ampliação do sequenciamento de rotina dos vírus SARS-CoV-2, a investigação de surtos e também o rastreamento de contatos de todo caso de Covid-19. 

No Brasil, foram notificados até o momento, dois casos de reinfecção por nova variante do SARS-CoV-2, um no estado da Bahia com a mutação identificado originalmente na África do Sul que segue em investigação.

E o outro já confirmado no estado do Amazonas com variante Amazônica identificada inicialmente no Japão.

Os casos são, então, monitorados pelas equipes do Ministério da Saúde e da Opas/OMS. 

Casos de reinfecções confirmados

Até o momento, no Brasil, foram confirmados três casos de reinfecção com linhagens já circulantes no país.

O primeiro caso no estado do Rio Grande do Norte, o segundo caso no estado de São Paulo e um terceiro caso no estado do Rio Grande do Sul. 

Todavia, a pasta tem recebido diversas notificações de casos suspeitos de reinfecção por Covid-19.

Mas que não cumprem todos os critérios necessários para confirmação de novos casos, conforme estabelecido em nota técnica.

Um caso de reinfecção da Covid-19 exige que o indivíduo apresente dois resultados positivos de RT-PCR em tempo real para o vírus SARS-CoV-2, com intervalo igual ou superior a 90 dias entre os dois episódios de infecção respiratória, independente da condição clínica observada nos dois episódios.

A saber, o MS reforça, contudo, a necessidade da adoção do uso contínuo de máscaras, higienização constantes das mãos e o uso de álcool em gel. 

Fonte: Agência Brasil

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário