fbpx

Sete nutrientes indicados para fortalecer a imunidade

Nutricionista dá dicas de alimentação para melhorar o sistema imunológico

Uma boa nutrição é fundamental para manter o sistema imunológico saudável e reforçar sua capacidade de combater alguns tipos de vírus. Isso porque existe uma forte relação entre mau estado nutricional e imunidade comprometida. Nutricionista e Gerente Científico da Divisão Nutricional da Abbott no Brasil, Patrícia Ruffo indica sete nutrientes essenciais para fortalecer a imunidade.

  • Proteína: necessária para a construção de anticorpos e células do sistema imunológico. Além disso, alguns dos aminoácidos que compõem as proteínas são combustíveis importantes para as células do sistema imunológico. Está presente em alimentos como peixes, carnes magras, ovos, leites e derivados.
  • Vitamina A: ajuda a regular o sistema imunológico e proteger o corpo, mantendo a pele e os tecidos da boca, estômago, intestinos e sistema respiratório saudáveis. Exemplos: pode ser encontrada tanto pela vitamina A pré-formada no fígado e óleos de peixe, em menores concentrações no leite e nos ovos, como também na forma de betacarotenos, frutas e vegetais de pigmentação amarela a vermelha, como cenoura, manga, tomate etc.
  • Vitamina C:ajuda o corpo a construir pele e tecido conjuntivo saudáveis, bloqueando a entrada de micróbios estranhos. Ela também é um antioxidante que protege as células (por exemplo, células do sistema imunológico) dos danos causados pelos radicais livres e é encontrada em alimentos como morango, laranja, kiwi, acerola, abacaxi, em geral as frutas mais ácidas.
  • Vitamina E: funciona como um antioxidante, protegendo as membranas celulares dos danos causados pelos radicais livres. As membranas celulares saudáveis ajudam a manter afastados os micróbios estranhos. Está presente em alimentos como amêndoas e sementes de girassol.
  • Vitamina D: ajuda a ativar as células imunológicas e regular adequadamente sua função. Gema do ovo, peixes com alto teor de gordura, como salmão, sardinha e atum são alguns exemplos de alimentos onde ela está presente. Além disso, é importante ressaltar a importância da luz solar para ativação do metabolismo da vitamina D.
  • Zinco: necessário para a cicatrização de feridas e a reprodução celular, o zinco é importante na síntese de novas células do sistema imunológico e pode ser encontrado nas carnes, peixes e crustáceos.
  • Fluídos Eletrólitos:uma hidratação adequada pode ajudar a pele e as células da membrana mucosa a agirem como uma barreira para impedir a entrada de bactérias no corpo, além de diminuir a irritação nasal ao tossir, espirrar e até mesmo respirar. Consumir líquidos, como a água, e eletrólitos adequados, como sódio, potássio e cloreto, também auxiliam a regular a temperatura do corpo. Além disso, pessoas doentes precisam beber mais líquidos do que o normal para evitar a desidratação.

Fortalecer a imunidade

Patrícia ainda explica que pessoas com maior risco de comprometer a saúde imunológica são exatamente aquelas que não recebem quantidades adequadas de alimentos em suas dietas, não têm acesso a alimentos com os principais nutrientes, bem como que estão desnutridas ou têm certas condições de saúde que podem exigir suporte nutricional adicional.

Uma forma de obter a quantidade suficiente de nutrientes, segundo a nutricionista, é incluir suplementos alimentares na dieta. “Procure opções que contenham os principais nutrientes, proteínas, vitamina A, antioxidantes, bem como zinco e vitamina D”.

A alimentação é parte importante na manutenção da boa saúde, principalmente neste momento. “Ela ajuda a manter o sistema imunológico forte. Portanto, siga uma dieta equilibrada e mantenha-se hidratado”, conclui Patrícia.

Foto: Shutterstock

Fonte: Abbott

 

1 comentário

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: