Sputnik V: Estados se organizam para comprar 66 milhões de doses

Governadores do norte e nordeste reuniram-se com a Anvisa para falar sobre a liberação de importação do antígeno

Os 11 estados do norte e do nordeste que estão em negociação com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) querem a importação de 66,6 milhões de doses da Sputnik V, a vacina russa contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Gamaleya.

De acordo com nota da Anvisa, o valor exato de doses é 66.603.800.

Até às 12h da última terça-feira (6), no entanto, ainda segundo a agência, já protocolaram o pedido de importação os estados de da Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Sergipe, Pernambuco, Rondônia e Pará. Os governadores de todos esses estados participam da reunião.

Quantidade de doses da Sputnik V solicitada por cada estado  

  1. Bahia: 9.770.280
  2. Acre: 656.340
  3. Rio Grande do Norte: 300.010
  4. Maranhão: 4.582.860
  5. Mato Grosso: 1.201.500
  6. Piauí: 2.173.610
  7. Ceará: 5.581.610
  8. Sergipe: 400.000
  9. Pernambuco: 4.000.000
  10. Rondônia: 937.590
  11. Pará: 37.000.000

No entanto, o Amapá ainda não protocolou formalmente pedido de importação, mas isso pode acontecer nas próximas horas.

Por isso, o governador do Amapá,  Waldez Góes (PDT), também participa da reunião.

Além deste contingente de doses, outras 10 milhões de aplicações foram compradas pelo Ministério da Saúde (MS). Se a vacina for aprovada, figurará como quarta maior integrante do Programa Nacional de imunização, atrás apenas da vacina de Oxford (mais de 222 milhões de doses) da CoronaVac (100 milhões de dose) e da Pfizer (100 milhões de doses).

União Química faz novo pedido à Anvisa para uso da vacina Sputnik V contra Covid-19 

Fontes: IG e Head Topics Brasil

Foto: Shutterstock

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário