Takeda conclui venda de sua unidade de negócios de saúde para o consumidor no Japão para a Blackstone

Após a transferência das ações, a Takeda Consumer Healthcare Company Limited será excluída do escopo de consolidação da Takeda2, e funcionará como Alinamin Pharmaceutical Co., Ltd

A Takeda Pharmaceutical Company Limited anunciou a conclusão de sua venda previamente anunciada da Takeda Consumer Healthcare Company Limited (“TCHC”) para Oscar A-Co KK, uma empresa controlada por fundos administrados pelo The Blackstone Group Inc. e suas afiliadas (coletivamente “Blackstone”) para um valor total de 242,0 bilhões de ienes1.

Este acordo de desinvestimento foi anunciado pela primeira vez em agosto de 2020.

Assim, após a transferência das ações, a TCHC será excluída do escopo de consolidação da Takeda2, e funcionará como Alinamin Pharmaceutical Co., Ltd (“Alinamin Pharmaceuticals”).

A saber, a carteira alienada incluía vários medicamentos e produtos de saúde sem receita (“OTC”, over-the-counter) que geraram, então, receitas totais de mais de 60,0 bilhões de ienes no ano fiscal de 2019.

As fortes marcas regionais da TCHC incluem Alinamin, seu produto mais vendido e a primeira preparação de vitamina B1 do Japão, e Benza, um remédio para resfriado.

Aposta certa

A Takeda está confiante de que, sob a Blackstone, a Alinamin Pharmaceuticals estará bem posicionada para continuar crescendo.

E também desenvolvendo suas ofertas de produtos nos próximos anos para atender às necessidades em evolução dos consumidores.

A Takeda pretende usar os resultados da venda para reduzir sua dívida.

E, assim, acelerar a desalavancagem em direção à sua meta de 2x dívida líquida/EBITDA ajustado entre os anos fiscais 2021 a 2023.

Estratégia

A Takeda manteve o ímpeto em sua estratégia de desinvestimento e excedeu sua meta de desinvestimento de ativos não essenciais de US$ 10 bilhões.

A Takeda anunciou 12 acordos desde janeiro de 2019, por um valor agregado total de até aproximadamente US$ 12,9 bilhões.

O preço de venda está atualmente estimado em aproximadamente 230,0 bilhões de ienes, sujeito a certos ajustes.

Incluindo dívida líquida e capital de giro da TCHC e da Takeda Healthcare Products Company Limited em 31 de março de 2021.

Com a conclusão da transferência de ações, um ganho antes de impostos de aproximadamente 140,0 bilhões de ienes na venda de ações de uma subsidiária será, portanto, reconhecido.

E a Takeda prevê, também, que o Lucro Líquido Reportado atribuível aos proprietários da Empresa aumente em aproximadamente o mesmo valor no ano fiscal encerrado em 31 de março de 2021 (FY2020).

Dessa maneira, uma vez que o ganho na venda de ações da subsidiária está relacionado com a alienação de um negócio não essencial, não haverá, portanto, impacto no Lucro Operacional Principal ou no Lucro Líquido Principal.

Takeda venderá produtos de diabetes no Japão para a Teijin Pharma Limited 

Fontes: Takeda / Agência O Globo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário