PDV

Transações por aproximação saltam cinco vezes no Brasil

De acordo com a Visa, uma em quatro transações presenciais registradas pela empresa é por aproximação. Já pagamentos com tarja avançaram 25% na AL

A Visa registrou um aumento de cinco vezes em pagamentos por aproximação com credenciais da empresa no Brasil nos últimos 12 meses.

Desse modo, a modalidade de pagamento passou a representar por 14% das transações presenciais processadas pela bandeira.

E vêm crescendo em relação aos cartões com chip tradicional.

A maior penetração de uso dos cartões com tarja magnética foi no Distrito Federal, com adesão de 32% em junho deste ano, versus 9.7% alcançados há um ano.

Em seguida, figuram Santa Catarina (22.7% vs 4.8%), Paraná (18.8% vs 3.7%), Mato Grosso (18.7% vs 3.4%) e São Paulo (17.5% vs 3.4%).

Os segmentos que lideram as transações por aproximação no período foram fast food, restaurantes, padarias, lojas de conveniência, supermercados e postos de gasolina.

Na América Latina (AL), a Visa também relatou um novo marco:

A cada quatro transações presenciais, uma é por aproximação.

Portanto, o uso da modalidade de pagamento já representa metade das transações em Chile, Costa Rica, Panamá, Guatemala e Bermuda.

De acordo com a empresa de soluções de pagamento digital, esse crescimento se deve à experiência rápida, prática e segura, proporcionada pela tecnologia de aproximação, que reduz a necessidade de contato com terminais de pagamento.

“Apandemiacertamente acelerou os esforços que já estávamos realizando e, de junho de 2019 a junho de 2021, a penetração dos pagamentos por aproximação cresceu de 4% para 25% em nossa região”, analisou, então, o vice-presidente de produtos de consumo da Visa América Latina e Caribe, Ricardo Tafur.

77% dos brasileiros testaram um novo meio de pagamento no último ano 

Fonte: IT Fórum

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário