Destaques & lançamentos

Tribunal do Cade aprova aquisição da Extrafarma pela Pague Menos

Decisão é condicionada ao desinvestimento de oito lojas da Extrafarma, que representam menos de 3% das unidades adquiridas

O Tribunal Administrativo do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em sessão de julgamento realizada nesta data, aprovou a aquisição da Extrafarma, pertencente a Ultrapar, pelas Farmácias Pague Menos, de forma condicionada à celebração de Acordo em Controle de Concentrações (ACC), que prevê, dentre outras obrigações, o desinvestimento de oito unidades, menos de 3% das lojas adquiridas.

Em cumprimento ao ACC, a Pague Menos e a Ultrapar já apresentaram ao Cade o contrato vinculante para a venda de todas as lojas a serem desinvestidas, sendo que o Cade aceitou o comprador indicado.

Com a aprovação do Ato de Concentração pelo Cade, as empresas poderão, então, seguir com o fechamento da transação, pelos termos do ACC.

A decisão está previsto para ocorrer em 1º de agosto de 2022, que ainda depende do cumprimento de determinadas condições precedentes previstas no contrato de compra e venda.

Com a aprovação de forma definitiva pelo Cade e o atendimento das condições previstas no ACC, a Pague Menos, se tornará, portanto, a segunda maior rede do varejo farmacêutico no Brasil em quantidade de lojas, com aproximadamente 1.600 filiais e R$ 10 bilhões em vendas.

“A transação acelera em três anos nosso plano de expansão. Paralelamente, seguiremos com o plano de expansão orgânica”, afirma, então, o CEO da Pague Menos, Mário Queirós.

Sinergia

A aquisição da Extrafarma, quando implementada, importará em combinação de ativos com posicionamento de marca, demografia e geografia complementares. “

Ao longo dos últimos meses, avançamos no mapeamento de sinergias e confirmamos nossa expectativa de captura anual de R$180 milhões a R$275 milhões de EBITDA incremental por meio de receita, margem bruta, logística e despesas indiretas”, destaca o CFO da Pague Menos, Luiz Novais.

A Pague Menos vem se planejando para poder executar o fechamento da transação e a futura integração dos negócios de forma ágil, bem-sucedida e sem rupturas, tão logo obtida a aprovação definitiva e atendidos os condicionamentos do ACC, garantindo, dessa maneira, a continuidade dos negócios e captura de sinergias.

Fonte e foto: Farmácias Pague Menos

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário