Um desafio global: o impacto do diabetes

Apesar do diabetes ser uma das doenças crônicas que mais cresce no mundo, mudanças no estilo de vida podem ser a chave para sua prevenção

O diabetes é um desafio global de saúde que impacta praticamente todos os países atualmente.

Em 2019, havia cerca de 463 milhões de pessoas vivendo com diabetes no mundo.

Estima-se, no entanto, que esse número possa aumentar mais de 51%, para 700 milhões de pessoas até 2045.

O Brasil é o quinto País com maior incidência no mundo, com cerca de 16,8 milhões de pessoas diagnosticadas com a doença e a previsão é, contudo, que passe para 26 milhões em 25 anos.

Dessa forma, o impacto do diabetes também se estende para a economia.

Dados da Federação Internacional de Diabetes mostram que 10% das despesas globais com saúde são gastos com a doença, o equivalente a 760 bilhões de dólares.

Alta incidência, bem como falta de prevenção e controle fazem com que os gastos necessários para o tratamento das pessoas aumentem a cada dia.

Todavia, em função das complicações, elas podem desenvolver outras doenças, impondo uma grande carga econômica aos sistemas de saúde e aos próprios indivíduos.

Além disso, muitas pessoas não sabem que têm diabetes tipo 2 ou vivem com pré-diabetes.

Portanto, prestar atenção aos fatores de risco, fazer exames, conversar com o médico e apostar, assim, em mudanças no estilo de vida são fundamentais para ajudar na prevenção da doença ou no seu controle.

As pessoas mais propensas a desenvolver a diabetes tipo 2 são, todavia, aquelas sedentárias, com sobrepeso ou obesidade, acima de 45 anos e com histórico familiar.

Impacto da diabetes: dicas para reduzir risco de progredir o pré-diabetes e controlar a doença

  1. Faça exercícios regulares, de preferência de três a cinco dias por semana, durante pelo menos 30 a 45 minutos. Eles ajudam a perder peso e diminuir a glicose no organismo.
  2. Incorpore mais movimento ao seu dia a dia. Por exemplo, suba escadas em vez de usar o elevador.
  3. Opte por uma dieta balanceada contendo vegetais, frutas, grãos integrais, proteínas, gorduras saudáveis e vitaminas e minerais importantes.
  4. Coma porções menores, escolha alimentos com menos açúcar, gordura e beba água em vez de bebidas açucaradas para reduzir a ingestão de calorias.
  5. Use produtos específicos para diabetes para ajudar a reduzir calorias e minimizar picos de açúcar no sangue, como Glucerna, rico em MUFA (ácidos graxos monoinsaturados, como o ômega-3), que tem demonstrado ser benéfico na melhoria dos níveis de lipídios, controle glicêmico e insulina.

O poder dos programas de prevenção do diabetes

Em todo o mundo, existem vários programas governamentais destinados a impedir ou retardar o desenvolvimento da doença.

Estados Unidos, Finlândia, México e Índia estão entre os países que implementaram programas específicos de prevenção à doença.

No Brasil, o site oficial da Sociedade Brasileira de Diabetes traz artigos e informações para toda a população.

Embora a doença esteja desafiando países em todo o mundo, mudanças no estilo de vida, no entanto, podem diminuir ou até mesmo impedir o aparecimento de novos casos de diabetes.

Isso porque a combinação de uma dieta saudável e atividade física pode ser a solução para superar esse desafio global.

Diabetes: cenário da doença no País 

Aterosclerose compromete o coração de pessoas com diabetes tipo 2 

Diabetes na gestação: o que a mulher precisa saber antes de engravidar 

Fonte: Abbott

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário