fbpx

Universidade Natulab amplia sua linha de cursos à distância

A novidade da Universidade Natulab é a inclusão do módulo de Fisiologia Intestinal, na linha de cursos à distância

A especialista em produção e venda de medicamentos fitoterápicos Natulab, 5ª colocada na categoria dos Medicamentos Isentos de Prescrição (MIP) e 10ª maior companhia do setor farmacêutico, amplia sua gama de cursos na Universidade Natulab. Agora, a companhia oferece anatomia, fisiologia e histologia do trato digestivo. O módulo tem duração de sete meses. Além disso, o módulo faz parte da ampliação da programação do curso de extensão com foco em fitoterapia.

Neste novo módulo, são estudados assuntos como anatomia, fisiologia e histologia do trato digestivo, particularmente no que se refere ao intestino. Dessa forma, os alunos terão acesso ao estudo da estrutura de todo o trato digestivo e serão apresentados às novidades que impactam no entendimento da fisiologia intestinal.

Desenvolvido em parceria com o Instituto de Desenvolvimento do Varejo Farmacêutico (IDVF), o curso leva atualização e capacitação gratuita a profissionais de saúde. Podem se inscrever nutricionistas com o registro no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN) ativo e profissionais do varejo farmacêutico com registro no Conselho Regional de Farmácia (CRF) ativo. Assim, nos cursos, estudam-se os aspectos legais da prescrição para farmacêuticos e nutricionistas. Os cursos também exemplificam quais as regulamentações que tratam da atuação de fitoterápicos no Brasil.

“Nosso objetivo é contribuir ativamente com a formação e capacitação contínua destes profissionais da saúde. Dessa forma, queremos promover experiências de formação que estejam diretamente relacionadas à atuação profissional dos participantes.”, afirma o diretor de Marketing da Natulab, José Carlos de Lucca.

Os interessados em participar podem realizar sua inscrição na Universidade Natulab, acessando o link http://universidadeNatulab.com.br/.

Leia também: Natulab chega ao top 10 no ranking do mercado farmacêutico brasileiro

Foto: Natulab
Fonte: Natulab

Deixe um comentário