Grande varejo farmacêutico alcança recorde de R$ 58,2 bi de faturamento em 2020

De acordo com a Abrafarma, grande parte do resultado foi impulsionado pela venda dos "não medicamentos". Essas mercadorias movimentaram R$ 18,7 bilhões nas gôndolas e tiveram avanço de 9,16% em relação ao ano anterior

O setor de grande varejo farmacêutico alcançou faturamento recorde de R$ 58,2 bilhões em 2020, com alta de 8,8% em relação a 2019, aponta a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma).

De acordo com a entidade, grande parte do resultado foi impulsionado pela venda de produtos classificados como “não medicamentos”.

Por exemplo, itens de higiene pessoal, cosméticos e perfumarias.

Essas mercadorias movimentaram R$ 18,7 bilhões nas gôndolas e tiveram avanço de 9,16% em relação ao ano anterior. O valor representa 32% da receita total do setor.

Além disso, os medicamentos isentos de prescrição (MIPs) registraram incremento anual de 17,68%, chegando pela primeira vez à casa dos R$ 10 bilhões em receita.

A comercialização geral de medicamentos foi de R$ 39,4 bilhões no período.

Alguns destaques

De acordo com a Abrafarma, o segmento de e-commerce e delivery ganhou relevância, com alta de 137,11% em relação ao ano anterior.

A categoria totalizou R$ 1,77 bilhão em receita e ampliou a representatividade de 1% para 3% do volume de negócios.

Outro destaque do ano foi a introdução dos testes rápidos para Covid-19 a partir de abril, que ultrapassou a marca de 2,5 milhões de testagens realizadas.

A associação também aponta que o tíquete médio das farmácias saltou de R$ 55,07 para R$ 65,69, alta de 19,2%.

O grande varejo viveu em cinco meses uma transformação de cinco anos em função da pandemia e do novo perfil do consumidor, muito mais digital e objetivo nas suas compras. E as farmácias ganharam, então, relevância nesse contexto, tornando-se um canal cada vez mais conveniente para o cliente adquirir uma ampla cesta de produtos”, avalia o CEO da Abrafarma, Sérgio Mena Barreto.

A saber, a Abrafarma aponta que as empresas associadas detêm participação de mercado de 45% do setor.

Embora representem apenas 10% das 80 mil farmácias em operação no País.

Abrafarma projeta abertura de 900 farmácias 

Fonte: Seu Dinheiro / Estadão Conteúdo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário