Venda de medicamentos da Abradilan cresce 9% nos cinco primeiros meses do ano

Nos primeiros cinco meses de 2019, os associados totalizaram vendas de R$ 2,4 bilhões; só em maio atingiram R$ 520 milhões em vendas de medicamentos da Abradilan

Nos cinco primeiros meses de 2019, os associados da Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan), totalizaram R$ 2,5 bilhões em vendas de medicamentos e não medicamentos (HPC). Esse resultado foi 9% maior do que os R$ 2,2 bilhões registrado no mesmo período de 2018. Foram comercializadas pela Abradilan, entre janeiro e maio últimos, 427 milhões de unidades no quinquemestre. Isso representa um aumento de 3% em relação ao ano passado, quando foram distribuídas 416 milhões de unidades.  Os dados são da IQVIA, a pedido da Abradilan.

No acumulado dos últimos 12 meses (junho de 2018 a maio de 2019), as vendas da Abradilan chegaram a um bilhão de unidades no país. Isso representa aumento de 6% na comparação com o mesmo período de 2018. Nesse período a marca foi de 974 milhões de unidades. Contudo, em valores, as vendas atingiram R$ 5,8 bilhões, um aumento de 12% em relação a 2018, quando chegou a R$ 5,2 bilhões.

De acordo com o presidente da Abradilan, Vinícius Andrade, esses resultados mostram a ampliação do setor e a importância dos distribuidores. Aliás, distribuidores que estão presentes em 95% dos municípios brasileiros. “Além de estarmos em um mercado crescente, os associados da Abradilan vêm crescendo acima do restante mercado farmacêutico. Isso fortalece a importância da distribuição regional e dos genéricos e similares”, afirma o executivo. Só no mês de maio último, foram comercializadas 87,4 milhões de unidades. Isso totaliza vendas de R$ 520 milhões. Acrescendo 8% sobre o mesmo mês de 2018, que registrou R$ 479 milhões.

Destaque aos medicamentos genéricos e similares

Na distribuição de segmentos dos produtos na Abradilan de junho 2018 a maio 2019, o destaque fica por conta dos medicamentos genéricos e similares. Assim, eles chegam a representar 42,76% das vendas do mercado de distribuição. Em unidades, o percentual é um pouco maior, de 44,4%. Segundo Andrade, com a crise econômica e com o orçamento menor, muitas famílias optam por medicamentos com valores mais acessíveis. Por isso, os genéricos tiveram destaque nas vendas.

Foto: Shutterstock
Fonte: Abradilan

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário