Vendas de medicamentos crescem 11,7% em um ano

Segundo a Abradilan, resultados somaram R$ 5,594 bi entre novembro de 2017 e novembro de 2018

Nos primeiros onze meses de 2018, as vendas de medicamentos e não medicamentos contabilizaram R$ 5,2 bilhões, alta de 11,8% em relação ao mesmo período de 2017, quando geraram R$ 4,6 bilhões. Os dados são da consultoria IQVIA e encomendados pela Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan), entidade que reúne 143 empresas distribuidoras de medicamentos e produtos de higiene, beleza e nutrição. De acordo com o mesmo levantamento, somente em novembro do ano passado, as vendas totalizaram R$ 467,7 milhões, crescimento de 10,5% quando comparadas a novembro de 2017, período em que somaram R$ 423,3 milhões.

Quando analisadas as vendas de medicamentos em volume, entre janeiro e novembro do ano passado, foram comercializadas 942,7 milhões de unidades, incremento de 7,4% em relação a temporada passada, que fechou com 878 milhões. Quando considerado apenas novembro, foram vendidas 81,4 milhões unidades, 3,3% mais do que o mesmo período de 2017, com 78,8 milhões.

Segundo a Abradilan, o balanço dos últimos 12 meses apontado pela pesquisa é muito positivo. Entre novembro de 2017 e novembro de 2018, as vendas de medicamentos totalizaram R$ 5,594 bilhões, 11,7% mais do que mesmo período comparativo do ano anterior, quando chegaram a R$ 5 bilhões. Em volume, foram comercializadas 1.023 bilhão de unidades em 2018 e 952,9 milhões em 2017.

Na distribuição de segmentos na Abradilan em novembro, os medicamentos genéricos e similares representaram 43,2% das vendas em valores. Em unidades, o percentual é maior, atingindo 44,4%. Ainda no mesmo mês, o relatório feito pela IQVIA apontou que os associados da Abradilan alcançaram 85% das cerca de 75 mil farmácias no Brasil em 2018.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Consumo de medicamentos por paulistas é de uma caixa e meia por mês

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário