Aspen Pharma aumentará produção brasileira para diminuir importação

Empresa está investindo em sua planta no Espírito Santo

A farmacêutica sul-africana Aspen Pharma está ampliando sua planta no Espírito Santo para depender menos de importações e da terceirização de seus produtos, de acordo com o diretor-executivo da empresa, Alexandre França.

A expectativa é de diminuir a fatia de importados de 70% para 50% até o final de 2019, quando um investimento de R$ 50 milhões deverá ser concluído. “A fabricação local será positiva também para exportação, ainda mais com a desvalorização da moeda”, diz o executivo.

A companhia se especializou em comprar licenças de medicamentos antigos de outras concorrentes. Com essa estratégia, conseguiu alta de aproximadamente 30%, acima da média do setor, segundo França.

Porém, a produção de medicamentos antigos na nova planta não poderá começar tão logo. “Há um processo um pouco burocrático no Brasil para transferir as linhas para outro lugar. Chega a levar até um ano, ainda que seja um produto já aprovado”, finaliza o diretor.

Fonte: Folha de São Paulo
Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário