Cidade de SP aplica vacina da Pfizer como reforço para quem tomou Janssen a partir desta terça

Saiba também quem pode receber a primeira e a segunda dose, além da dose de reforço do imunizante contra a doença

A cidade de São Paulo aplica nesta terça-feira (30) a vacina da Pfizer como dose de reforço para quem recebeu a primeira dose de Janssen contra a Covid-19.

A prefeitura tomou a decisão usar a Pfizer porque o Ministério da Saúde (MS) não entregou doses da Janssen.

E também pela ameaça da nova variante do coronavírus.

Dessa maneira, qualquer pessoa maior de 18 anos que tenha tomado a vacina da Janssen há pelo menos dois meses será vacinada com a Pfizer a partir desta terça.

Para se vacinar, é necessário levar o comprovante da primeira dose.

 A secretaria municipal da Saúde disse que há doses para os moradores e também para quem é de fora.

Todavia, não há mais a necessidade de apresentar comprovante de residência.

Além deste grupo, também estão sendo aplicadas a primeira dose (D1), a segunda dose (D2) e a dose adicional/de reforço (DA) para pessoas elegíveis.

Estarão, portanto, em funcionamento para aplicar primeiras doses, segundas doses e doses adicionais nesta terça todos os postos de imunização contra Covid-19 da cidade:

469 Unidades Básicas de Saúde (UBSs); megapostos com acesso a pedestres, postos que funcionam exclusivamente em sistema drive-thru e também a rede de farmácias parceiras.

A vacina também está disponível em 82 AMAs/UBSs Integradas, unidades do Serviço de Atenção Especializada (SAE) e também nos Centros de Saúde.

A saber, pelo Filômetro, então, é possível acompanhar a situação de espera nos postos que estão em funcionamento na cidade.

Na página também é possível conferir quais vacinas estão disponíveis para aplicação de segunda dose em cada unidade.

Quem pode se vacinar contra Covid-19 na capital

  • Para a primeira dose (D1), pessoas a partir de 12 anos.
  • Para a segunda dose (D2), pessoas que já completaram o intervalo necessário entre a primeira e a segunda aplicação, de acordo com o imunizante utilizado.
  • Para a dose de reforço (DA), imunossuprimidos com mais de 18 anos, que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 28 dias.
  • Para a dose de reforço (DA), pessoas com mais de 18 anos que tomaram a última dose do esquema vacinal (segunda dose ou dose única) há pelo menos 5 meses.
  • Para a dose de reforço (DA), pessoas com viagem marcada para países que não aceitam duas doses de CoronaVac, e que tomaram a segunda dose há pelo menos 28 dias.
  • Para a dose de reforço (DA), pessoas com mais de 18 anos, que tenham tomado a primeira dose da vacina da Janssen há pelo menos 2 meses.

 

Farmacêuticas dizem já trabalhar em vacinas específicas para a variante ômicron do coronavírus 

Fonte: G1

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário