fbpx

Eurofarma adquire Medipharm e reforça presença no Chile

Com aquisição, empresa torna-se a 4ª maior farmacêutica de capital regional no país

A Eurofarma, empresa de capital brasileiro entre as maiores farmacêuticas da América Latina e com presença em 20 países, acaba de reforçar suas operações no Chile com a aquisição da Medipharm, da Empresas SB. Com a transação, a companhia passa do 45º para o 21º lugar no mercado chileno.

A aquisição proporcionará um significativo crescimento da operação e está alinhada aos objetivos definidos no plano estratégico – visão 2022, o qual estabelece que as operações internacionais respondam, neste horizonte de tempo, por 30% das receitas da companhia, como explica a vice-presidente de Sustentabilidade e Novos Negócios, Maria del Pilar Muñoz. “A Medipharm está no mercado desde 1985 e fez um trabalho intenso junto ao ponto de venda e construção de marcas. Com a aquisição, teremos um incremento de até 10% no total das vendas internacionais e, especificamente no Chile, devemos figurar entre as quatro maiores de capital latino-americano”.

Veja Mais

Para a Empresas SB, a motivação da venda está relacionada com a aposta no core da empresa. “Decidimos focar em nossa principal atividade, os negócios de varejo e o gerenciamento de nossa rede de farmácias. Essa transação cumpre com a decisão estratégica da empresa que pretende concentrar esforços e investimentos nas vendas e distribuição de medicamentos”, explica o gerente Geral da Empresas SB, Matías Verdugo.

O canal farmácia no Chile teve vendas auditadas de US$ 1,73 bilhão em 2018, um crescimento de 4,4% sobre o ano anterior, o país responde por 5,3% das vendas da região. A Medipharm possui um portfólio de mais de 140 medicamentos, entre os quais neurológicos, respiratórios e gastrointestinais, agregando mais valor ao portfólio da Eurofarma, que conta com mais de 100 produtos em linha no território chileno. “A aquisição da empresa vai nos possibilitar um incremento de 75% nas receitas da Eurofarma Chile. Além disso, adquirimos uma planta fabril de última geração, com 13.700 m2 e capacidade para produzir 1,3 milhão de unidades ao ano”, ressalta o gerente de Novos Negócios e Corporate Venture, Marco Billi.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação

Cade aprova com restrições joint venture entre Pfizer e GSK

Deixe um comentário