Você sabe o que é linfedema? Veja como tratar a doença

Terapia de compressão é indicada para reduzir inchaços e estimular a circulação sanguínea

O linfedema é uma condição caracterizada pelo acúmulo de líquidos em determinadas regiões do corpo, que podem causar inchaço, rigidez no local e prejudicar o sistema linfático.

A causa pode ser genética, como no caso do linfedema primário.

Uma doença que as mulheres têm seis vezes mais chances de desenvolver do que os homens.

Existe também o linfedema secundário, que pode ser provocado por danos no sistema linfático, como por exemplo:

Cirurgias, tratamentos de câncer, acidentes e infecções, podendo, portanto, afetar pernas, genitais, pescoço e também o rosto.

Dessa maneira, diagnosticar precocemente o linfedema é primordial para iniciar, então, um bom tratamento com resultados mais satisfatórios.

Por isso, é muito importante ficar atento aos sinais do seu corpo.

Principais sintomas do linfedema 

  • Edema ou inchaço: mais comum nas extremidades dos membros inferiores ou superiores, podendo, então, aparecer também no pescoço, região genital, face, região inguinal, entre outros lugares do corpo.
  • Dificuldades para movimentar a região: devido ao inchaço e à rigidez do local afetado.
  • Pele grossa ou endurecida: a alteração do fluxo linfático pode provocar inflamação nas partes inchadas do corpo, com aumento da atividade e proliferação das células da pele. Portanto, se a pele não for tratada adequadamente, podem ocorrer infecções e inflamações graves.
  • Peso ou rigidez nos membros: se dá pela concentração do líquido viscoso do sistema linfático.

Para tratar o linfedema, é importante, portanto, realizar um tratamento clínico e fisioterapêutico.

Normalmente feito, então, com drenagem linfática manual, terapia de compressão.

Além da prática de exercícios físicos e cuidados com a pele.

Fonte: Sigvaris Group

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário