Anvisa diminui tempo de registro de medicamentos

Medicamentos prioritários e novas terapias são foco do órgão regulador

Dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) demonstram que houve diminuição significativa no tempo de espera para a finalização da análise de pedidos de registro de medicamentos no Brasil, em pouco mais de um ano.

Um exemplo é a redução no período de espera para os pedidos referentes a medicamentos considerados prioritários, assim como as novas terapias para o tratamento, diagnósticos e prevenção de doenças raras.

Até março do ano passado, o pedido de registro levava, em média, 270 dias para ser avaliado. Agora, são aproximadamente 70 dias. Ainda na categoria dos medicamentos prioritários ou para doenças raras, o grupo de genéricos e similares teve redução de 191 dias para 156, na média.

Para isso, a Anvisa investiu na melhoria de processos de trabalho, como a reorganização da fila de petições de medicamentos e publicação de orientação de serviços. Além disso, o órgão adotou estratégias como a do teletrabalho para as áreas de registo, o que contribui para o aumento da produção de avaliações, entre outros mecanismos de aprimoramento.

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário