Butantan entrega 1,1 milhão de doses da CoronaVac ao MS e paralisa produção da vacina

Por falta de matéria-prima, a fábrica do Instituto assume a produção da vacina da gripe enquanto espera a chegada dos 10 mil litros do IFA

Instituto Butantan entrega mais 1,1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde (MS) nesta sexta-feira (14) e suspende completamente a produção da vacina contra a Covid-19 por falta de matéria-prima.

“A boa notícia é que temos a entrega de mais de mais 1,1 milhão doses da vacina. A má notícia é que a partir de hoje o Instituto Butantan não pode processar novas vacinas”, disse o governador João Doria.

O Instituto aguarda, então, a liberação pelo governo chinês de um lote com 10 mil litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA).

O equivalente, então, a 18 milhões de doses, para retomar a produção da CoronaVac.

De acordo com o diretor do Instituto, Dimas Covas, o montante corresponde, então, ao necessário para produzir o quantitativo de vacinas previstas para serem entregues ao governo federal em maio e junho.

Sinalização positiva

A China é fornecedora de matéria-prima para a produção tanto da CoronaVac, do Instituto Butantan.

Nesta sexta (14), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciou, assim, a chegada, no próximo dia 22, de mais uma remessa de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA).

Já a outra carga de IFA segue prevista para o dia 29.

Todavia, Dimas Covas defendeu que a liberação para a Fiocruz representa, portanto, uma sinalização positiva do governo chinês.

E espera, portanto, conseguir autorização de envio dos lotes da CoronaVac nos próximos dias.

Pelo menos 15 estados do país já suspenderam a aplicação da primeira ou da segunda dose do imunizante por falta de vacina.

Produção da CoronaVac no Brasil

No final de abril, o Instituto já havia suspendido o envase do imunizante na fábrica do Brasil, mas os setores de rotulagem e controle de qualidade ainda funcionavam para entregar as últimas doses para o MS.

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário