CFF articula PL prevendo piso salarial de R$ 6,5 mil para o farmacêutico

O valor previsto para o piso vale para farmacêuticos de Norte a Sul do País. Por estratégia e também devido à situação de emergência de saúde pública, o PL separou farmacêuticos do setor público

Como resultado de uma articulação do Conselho Federal de Farmácia (CFF), o deputado federal André Abdon protocolou na última terça-feira ( 27), o Projeto de Lei 1559/2021, que dispõe sobre o piso salarial nacional do farmacêutico.

Ele apresentou o texto ao Plenário do CFF na última quarta-feira (28), primeiro dia de atividades da Reunião Plenária Ordinária, que acontece junto com a Reunião Geral anual do Conselho Federal e conselhos regionais de Farmácia.

CFF propõe piso salarial para farmacêutico

O valor previsto para o piso, que vale para farmacêuticos de Norte a Sul do País, é de R$ 6,5 mil.

No entanto, por uma questão de estratégia e também devido à situação de emergência de saúde pública, o PL separou farmacêuticos do setor público.

A luta pela implantação da carreira de estado para a profissão farmacêutica é uma das iniciativas para os profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS).

cff piso salarial farmacêutico A proposta será prioridade do CFF para a legislatura em curso.

“Nossa meta é repetir com esse projeto a mesma mobilização que nos fez conquistar, em 2014, a aprovação da Lei nº 13.021/2014, quando a categoria deu todas as demonstrações de força e coragem, ao parar a Esplanada dos Ministérios numa manifestação gigantesca e lotar as galerias da Câmara e do Senado”, comenta o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João.

Todavia, a matéria substitui outros projetos sobre o tema que foram arquivados, alguns deles, em função do rito administrativo da Câmara dos Deputados.

A saber, o  último foi o do deputado Mauro Nazif, que deixou de tramitar a partir do momento em que o deputado encerrou seu mandato.

Então, trabalharam junto com o deputado na elaboração da proposta os conselheiros federais Gustavo Pires, do Paraná, e Carlos André Oeiras Sena, do Amapá.

Farmacêuticos comunitários poderão ter título de especialista 

Fonte: CFF

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário