fbpx

Eurofarma adquire linha de produtos do laboratório Stein

Transação permite que a empresa reforce presença na América Central

A Eurofarma, farmacêutica de capital 100% brasileiro, presente em 20 países da América Latina, acaba de reforçar suas operações na América Central com aquisição da linha de prescrição médica do laboratório Stein, sediado na Costa Rica. Com essa transação, a empresa adiciona a seu portfólio 90 produtos e expande presença em mercados até então pouco explorados, como Costa Rica e Honduras, além de reforçar sua posição na Guatemala e no Equador.

A aquisição reafirma o compromisso com a continuidade do plano de internacionalização iniciado em 2009 e, principalmente, um avanço na estratégia de crescimento na região, como explica a vice-presidente de Sustentabilidade e Novos Negócios da Eurofarma, Maria del Pilar Muñoz. “É uma importante aquisição na região. Estávamos buscando ativos maiores que pudessem alavancar, de forma significativa, nossas vendas internacionais. Fomos pioneiros na estratégia de expandir geograficamente nossas operações e seguimos com o firme propósito de ocupar uma posição de destaque na região. Nos últimos anos, graças ao aprendizado que tivemos, refinamos nosso modelo, estabelecemos alguns mercados como prioritários e temos feito prospecções de forma ativa. Com essa transação, saltaremos da 33ª para a 16ª posição de mercado na América Central”.

Veja Mais

Eurofarma projeta expansão para novos mercados

A Eurofarma, segunda maior empresa em prescrição e terceira em genéricos no Brasil, teve, em 2018, cerca de 13% de suas vendas oriundas das operações internacionais, percentual que deve chegar a 30% até 2022. O crescimento médio da companhia nos últimos 15 anos foi de 15% ao ano. Para o gerente de M&A e Corporate Venture da Eurofarma, Marco Billi, a aquisição é importante para acelerar a penetração da marca em diversos mercados. “Os produtos da Stein têm forte presença em mercados onde nossa participação ainda era tímida, como Costa Rica, Honduras e Panamá. Concretizamos um negócio que nos permite avançar nos países da América Central, ganhando escala, complementariedade geográfica e de portfólio. Com a aquisição, a Eurofarma incrementará suas vendas internacionais em mais de 30%”.

Os produtos recém-adquiridos incluem analgésicos, medicamentos cardiovasculares, gastrointestinais e respiratórios. Em um primeiro momento, a produção seguirá com a Stein, mas a expectativa é de que boa parte da linha de produção seja transferida para a planta da Eurofarma na Guatemala.

Cerca de 100 colaboradores da Stein passaram a integrar o time de propaganda médica da Eurofarma. Ao todo, são mais de 200 apresentações que serão comercializadas em oito países distintos. Com o novo negócio, a empresa passa a ser um dos cinco maiores competidores da América Central de capital latino-americano.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação

Farmacêutica Eli Lilly compra Loxo Oncology por US$ 8 bilhões

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.

Deixe um comentário