fbpx

As 6 principais dúvidas das gestantes

Você sabe quais são elas?

Existem situações raras que podem dar resultado falso-positivo no teste, como, por exemplo: morte fetal ocorrida logo após a implantação do embrião no útero; mulheres que tiveram mononucleose recentemente; alguns tumores trofoblásticos que produzem gonadotrofina coriônica humana (hormônio presente na gravidez); mulheres mais velhas, próximas da menopausa, podem ter presença de pequenas quantidades de hCG; mulheres que fazem tratamento para engravidar, que usam medicamentos à base de hCG.

Existem testes que dão resultado falso-negativo principalmente quando o exame foi realizado muito precocemente e os níveis de hCG ainda estão abaixo do limite, por isso é indicado que a mulher realize o exame somente após uma semana de atraso menstrual. No caso de mulheres com ciclos irregulares, é aconselhável realizar o exame após 14 dias de atraso.

Não pode usar creme no rosto?

Na lista publicada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em relação aos cosméticos, há restrições a componentes como cânfora, ureia acima de 3% e chumbo, que poderão estar presentes em inúmeros produtos.

Também não são indicados cosméticos que contenham ácidos normalmente presentes em produtos clareadores, antiacne e anti-idade. No caso do ácido retinoico, a atenção deverá ser redobrada, pois o indicado é que seja suspenso três meses antes de a mulher engravidar.

Não pode fumar?

A indicação é de que as mulheres que estão planejando engravidar abandonem o vício dois ou três meses antes. O cigarro pode desencadear partos prematuros, bebês abaixo do peso, descolamento de placenta com o risco de óbito fetal, além da diminuição do fluxo sanguíneo para o bebê devido à vasoconstrição.

Não pode pintar o cabelo?

Embora muitos fabricantes de tintura de cabelos informem que sejam produtos seguros para grávidas com a justificativa de que a quantidade absorvida não é suficiente para comprometer o feto, a prática deve ser evitada.

Os produtos podem conter componentes que são permeados pelo couro cabeludo. Além disso, o cheiro exalado poderá ser outro fator de risco. São necessários mais estudos para o uso seguro das tinturas durante a gravidez, portanto é aconselhável que elas sejam evitadas. Fatores como quantidade, qualidade, composição, técnica de preparação, tempo de exposição, período da gravidez e frequência de aplicação são determinantes e norteadores para a segurança do feto.

Não pode tomar nada de álcool?

Não se conhece qual é o consumo seguro de álcool durante a gravidez, já que não é possível realizar ensaios clínicos para a avaliação das consequências reais dos diversos níveis sobre o feto. Entretanto um fato já é estabelecido e justifica a não ingestão de álcool: o consumo regular afeta o bebê dentro do útero. Quando a gestante bebe, o álcool atinge rapidamente o feto por meio da corrente sanguínea e da placenta.

Se ficar muito tempo sem comer, poderá sentir mais enjôos?

O enjoo matinal (mas pode se manifestar em qualquer horário do dia) é muito comum no início da gestação e poderá estar ou não acompanhado de vômitos. Nesse caso, o indicado é que a alimentação seja realizada após as manifestações de enjoo e/ou vômito terem cessado. Há algumas situações em que a náusea e o vômito poderão ser mais frequentes, como no caso de mulheres que são ansiosas, tenham antecedentes de enxaqueca ou apresentem sensibilidade a odores e sabores específicos.

O crescimento da barriga é visível a todos e, junto com ele, marcas e incômodos causados pelos hormônios e pelo ganho de peso durante o período da gravidez. nessa fase, A futura mãe passa por uma série de alterações, fato que exige cuidados específicos

Fonte: farmacêutica responsável pela Farmácia Universitária da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), Maria Aparecida Nicoletti
Foto: Shutterstock

Contra o tabagismo

Edição 309 - 2018-08-01 Contra o tabagismo

Essa matéria faz parte da Edição 309 da Revista Guia da Farmácia.

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.