Black Friday: 73% dos brasileiros declaram que irão gastar mais esse ano

Apesar da crise, estudo da SBVC mostra que o valor destinado a compras de Natal se aproxima de 52% do total das compras da Black Friday

Para a Black Friday 2020 o consumidor está animado, 73% dos entrevistados pretendem gastar mais do que a edição de 2019, porém esse número registra uma queda significativa de 16p.p.

O consumidor também admite se planejar para as promoções (95%) e declara que vai pesquisar produtos e preços (97%).

 70% dos consumidores pretendem aproveitar alguma oferta, antes da data oficial da Black Friday.

Esse é o resultado do estudo “Black Friday no varejo brasileiro” – 3ª edição, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC)em parceria com a Offerwise.

Detalhes do estudo da SBVC sobre as intenções de compras na Black Friday

Apesar da crise que o país vem enfrentando, o consumidor está animado para a Black Friday 2020.

100% dos entrevistados pretendem se arriscar nas promoções esse ano e pretendem gastar em média R$1.728,12.

Entretanto, em 2019 a intenção de gasto médio (compras on e off-line) dos consumidores na data foi de R$1.333,28.

A maioria das compras estão, então, destinadas a uso próprio e a preferência é por Eletrônicos, Vestuário e Eletrodomésticos.

O estudo mostra, dessa maneira, que 58% concordam que a Black Friday é uma data para encontrar produtos de coleções anteriores ou que estão fora de linha, porém 56% acreditam que irão encontrar produtos de lançamento.

A data está consolidada no país, e aos poucos os consumidores passam a ver vantagens de comprar (89%) na Black Friday, e acreditam (81%) nas promoções da data.

Para todos os atributos pesquisados foram considerados, então, uma escala de 1 a 4, sendo 1 concordo totalmente e 4 discordo totalmente, e analisados conforme a soma de “Top2Box” (1+2).

Online

O canal online é a principal fonte de pesquisa de preços.

Portanto, 97% dos entrevistados irão pesquisar antes de realizar a compra na data, principalmente em sites de busca, sites de lojas próprias, e redes sociais.

Assim como a busca por informações é online, o e-commerce (37%) se sobressai quando comparado com lojas físicas (18%) no processo da compra.

Porém, a maioria utiliza os dois canais para fazer suas compras (44%).

O estudo entrevistou 601 consumidores em todo o país.

E teve como objetivo quantificar aspectos relacionados aos hábitos de compra, intenção de compra e opiniões em relação a Black Friday; visando, assim, entender o impacto dessa data para o varejo brasileiro.

 

Cinco dicas para não errar na estratégia da Black Friday da sua farmácia 

Sebrae lança página com orientações para a Black Friday

Fonte: SBVC

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário