fbpx
PDV

Dispositivo para aplicação de hormônio de crescimento chega ao Brasil

Caneta autoaplicadora da Merck foi desenvolvida para facilitar a aplicação do medicamento

A Merck, empresa líder em ciência e tecnologia, anuncia o lançamento da caneta aluetta®, dispositivo para aplicação de Saizen®, medicamento indicado para atuar em casos de diminuição ou falta da produção do hormônio do crescimento.

“A caneta aluetta® é um dispositivo que foi pensado e desenvolvido para uma melhor conveniência ao paciente que realiza aplicações diárias. Desse modo, o aplicador é de fácil manuseio, possibilitando, assim, a melhora na qualidade de vida”, explica o head de Área Terapêutica para Endocrinologia da Merck no Brasil, Cleber Sato.

Veja Mais

A sustentabilidade é, igualmente, um ponto importante do lançamento. Isso porque o dispositivo é fabricado em alumínio, um material reutilizável, que após o primeiro uso é válido por três anos. Dessa maneira, auxilia na diminuição de descarte de material e facilita para os pacientes que farão o tratamento por mais tempo.

Facilidades de uso do hormônio de crescimento

O dispositivo tem fácil ajuste de dose, função clique de caneta e confirmação da aplicação durante e no final do procedimento. São três versões da aluetta®, uma para cada apresentação do hormônio de crescimento da Merck: 6 mg, 12 mg e 20 mg. A dose mínima disponível é de 0,1 mg e a máxima é de 5,5 mg, com incrementos de 0,1 mg.

Merck aposta no desenvolvimento e fabricação de vacinas

A Merck anunciou hoje (20) sua participação em colaboração com o Vaccine Formulation Institute e a European Vaccine Initiative. A iniciativa proporcionará cursos de treinamento de desenvolvimento do processo de vacinas no TRANSVAC2, um projeto de infraestrutura colaborativa sob o programa Horizon 2020.

“A participação nesse projeto é uma extensão natural do nosso foco duradouro na aceleração do desenvolvimento e fabricação de vacinas”, disse o membro do conselho de administração da Merck e CEO da divisão de ciências da vida, Udit Batra. “Através da iniciativa TRANSVAC2, nós podemos oferecer nossa especialização no desenvolvimento e pesquisa de vacinas nesse campo criticamente importante”.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Anvisa proíbe testes rápidos em farmácias

 

Deixe um comentário