fbpx

Sua equipe está preparada para superar os desafios do novo ano?

Cada cargo de uma empresa exige competências distintas. Sendo assim, todos os treinamentos devem estar alinhados com os objetivos estabelecidos no planejamento estratégico

Nos últimos anos, tivemos uma recessão no Brasil e isto impactou o poder de compra do consumidor brasileiro que, por vezes, repensou sobre qual seria a melhor maneira de otimizar o seu dinheiro para a compra de produtos e serviços oferecidos nos pontos de venda (PDVs), de todo Brasil.

Recentemente, iniciamos um novo ano, com perspectivas de melhorias no cenário político e econômico brasileiro, segundo a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e economistas do mercado financeiro brasileiro, estima-se um crescimento de 0,73% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma das riquezas produzidas no País, em 2018.

Para superar os velhos e os novos desafios que podem aparecer no decorrer do ano, investir em sua equipe é fundamental. Vale ressaltar que nunca podemos esquecer os princípios básicos que regem uma organização, a tríade: estratégia, processos e pessoas.

Se o seu planejamento estratégico está definido, seus processos estão bem desenhados e todos estão cientes, treinar e desenvolver pessoas é o elemento-chave.

No entanto, você também precisa de estratégias e processos bem definidos. De nada adianta treinar por treinar, treinar sem objetivo e treinar sem um fundamento, sem pensar no modelo do design de aprendizagem.

Segundo o educador Malcolm Knowles, considerado o pai da Andragogia (ciência ou arte de ensinar o adulto), nós, adultos, aprendemos por meio de cinco princípios, sendo eles:

1. Autonomia: o adulto sente-se capaz de tomar suas próprias decisões e gosta de ser reconhecido por isto.

2. Experiência: a experiência acumulada pelos adultos oferece uma excelente base para o aprendizado de novos conceitos e habilidades.

3. Prontidão para aprendizagem: o adulto gosta de aprender aquilo que está relacionado com situações reais da sua própria vida.

4. Aplicação de aprendizagem: as visões do futuro versus tempo favorecem o processo de aprendizagem. O adulto gosta de aplicações imediatas.

5. Motivação para aprender: os adultos são mais afetados pelas motivações internas do que as externas. Motivações externas: prêmios, recompensas, compensações. Motivações internas: valores e objetivos pessoais de cada indivíduo.

Por isso, em todos os treinamentos da sua empresa, sejam oferecidos pela área de recursos humanos, seja por meio da contratação de um terceiro, você deve pensar estrategicamente como desenvolver competências para que seu time supere os velhos desafios e novos possam surgir.

Vale ressaltar que cada cargo da sua empresa exige competências distintas. Sendo assim, alinhe todos eles, com seus objetivos estabelecidos no planejamento estratégico e os seus processos e prepare sua equipe para um ano de muitos desafios.

Boa sorte!

Foto: shutterstock

Protagonistas do consumo

Edição 303 - 2018-02-01 Protagonistas do consumo

Essa matéria faz parte da Edição 303 da Revista Guia da Farmácia.